As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Governo mandata INAC para estudar revisão da lei que limita voos internacionais
- 31-Mar-2004 - 19:53

O Governo pediu ao INAC para estudar a revisão da legislação sobre o acesso de companhias aéreas ao transporte aéreo regular internacional que poderá ser limitadora da concorrência, afirmou hoje à Lusa o secretário de Estado das Obras Públicas.


Em causa está a entrada em vigor do novo acordo aéreo assinado ontem entre Portugal e Cabo Verde, e que põe fim ao monopólio da companhia portuguesa TAP e da cabo-verdiana TACV nas ligações regulares entre os dois países.

O secretário de Estado explicou à agência Lusa que existe um decreto-lei de 1992 que poderá ser "limitativo" do acordo e por isso pediu ao Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC) para avaliar a sua adequação e eventual revisão.

Essa portaria impede a designação de mais de uma empresa de transporte aéreo numa determinada rota internacional se a companhia aérea que já opere a linha tenha mais de 35 por cento do mercado.

Fonte do INAC adiantou à Lusa que foi com base neste decreto que recusou recentemente o acesso da Air Luxor aos voos regulares entre Portugal e Cabo Verde a partir de Junho.

Na altura do pedido da Air Luxor, "o INAC informou a companhia área que existia uma incompatibilidade legal e que esta teria de ser resolvida antes que pudesse ser autorizada a designação de outras companhias para aquela rota", explicitou a fonte, admitindo que a situação "terá que ser revista".

O secretário de Estado Jorge Costa admitiu ainda que este decreto possa limitar a concorrência noutras rotas internacionais.

Nas rotas brasileiras, por exemplo, a TAP é a única companhia aérea portuguesa que concorre com a brasileira Varig.

O presidente da Air Luxor, que acompanhou o Presidente da República na sua visita a Cabo Verde, anunciou, em Sal, que quer voar, a partir do dia 1 de Abril, duas vezes por semana às quintas-feiras e domingos, em regime "charterÈ, esperando apenas as autorizações para o efeito.

A fonte do INAC explicou que os voos "chartersÈ ou não regulares não são abrangidos pelos acordos bilaterais entre os países e são analisados caso a caso.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem