As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Divulgação dos resultados eleitorais dependente de acorde com alguns militares
- 2-Apr-2004 - 14:25

A divulgação dos resultados das eleições legislativas na Guiné-Bissau está dependente de um acordo a assinar entre o partido vencedor e uma ala de militares afectos ao Partido da Renovação Social (PRS), disse hoje à Agência Lusa fonte oficial.


A fonte, que pediu para não ser identificada, adiantou que tudo vai depender do conteúdo do acordo a assinar pelo PAIGC (Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde) e o PRS, que está a ser elaborado em conjunto com a missão da CEDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental).

Por tudo isto, em vez de deixar Bissau durante a madrugada, a missão da CEDEAO reuniu-se hoje de manhã com o líder do PAIGC, Carlos Gomes Júnior, na sede do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

A fonte sublinhou que o acordo visa dar garantias a esses militares, que não nomeou, mas estão alegadamente relacionados com a contestação feita pelo PRS ao processo eleitoral das legislativas guineenses, cuja votação decorreu no domingo e terça-feira últimas.

Hoje de madrugada, o chefe da delegação da CEDEAO, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Gana, Akufo Addo, tinha já referido, depois de uma reunião com o presidente guineense, Henrique Rosa, que o "impasse eleitoral" no país poderia ser desbloqueado "nas próximas 24 a 48 horas".

A missão da CEDEAO deslocou-se à Guiné-Bissau com o objectivo de encontrar as vias e os meios para dar uma assistência capaz de preservar a paz e a segurança no país.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem