As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
PAIGC pronto a apresentar executivo em 24 horas
- 20-Apr-2004 - 15:13

O PAIGC está pronto a apresentar o futuro governo 24 horas depois do convite formal do Presidente, afirmou hoje o líder do partido vencedor das eleições legislativas de Março na Guiné-Bissau.


"Aguardamos a publicação dos resultados eleitorais, mas já aprovámos a orgânica do governo", que terá 16 ministérios e sete secretarias de Estado, afirmou o presidente do Partido Africano de Independência da Guiné e cabo Verde (PAIGC) após um encontro com o presidente Henrique Rosa.

Carlos Gomes Júnior aguarda que o Supremo Tribunal de Justiça conclua o acórdão, relativo às reclamações apresentadas por dois partidos, e que a Comissão Nacional de Eleições (CNE) divulgue os resultados definitivos da votação.

"Há formalidades ainda a ter com os partidos políticos", acrescentou, realçando no entanto: "assim que me seja comunicado o convite do presidente da República, apresentaremos a composição do nosso governo em 24 horas, pois temos a nossa máquina pronta para assumirmos as nossas responsabilidades".

Segundo Carlos Gomes Júnior, o Supremo tem de notificar da sua decisão as forças políticas reclamantes - Partido da Renovação Social (PRS) e União Nacional para a Democracia e Progresso (UNDP) -, bem como a CNE, que só depois divulgará os resultados eleitorais.

Carlos Gomes Júnior não adiantou a composição do governo, mas mostrou-se preocupado com os atrasos no processo "porque a Guiné-Bissau tem compromissos internacionais".

"Temos de ser capazes de ultrapassar rapidamente os nossos problemas internos para começarmos a atacar as questões que afectam o país", disse ainda, escusando-se a comentar as declarações na véspera do PRS, que disse que não respeitará os resultados que vierem a ser divulgados e que os seus deputados não integrarão o Parlamento.

"Estamos preocupados", disse apenas Carlos Gomes Júnior.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem