As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Centro para tratamento
arranca em Cabo Verde

- 10-May-2004 - 15:50


Luxemburgo financia a estrutura cujas obras começam esta semana e Portugal forma os técnicos

Com financiamento luxemburguês de mais de 150 mil contos, o futuro Centro especializado de tratamento e reinserção dos toxicodependentes de Cabo Verde resulta da reabilitação das instalações da antiga «Granja» de S. Filipe, na Praia. As obras começam ainda esta semana e estão a cargo da empresa cabo-verdiana SGL Construções.


O prazo de seis meses para a sua execução começa a contar hoje, com o Ministério das Infra-estruturas a fazer a consignação oficial da obra à empresa, na presença de representantes da cooperação luxemburguesa que vai, junto com Cabo Verde, garantir o funcionamento da estrutura durante os três primeiros anos.

O Centro especializado de tratamento e reinserção de toxicodependentes integra-se no Programa Nacional de Combate à Droga cuja execução está a cargo da Comissão Coordenadora de Combate à Droga presidida pela Ministra da Justiça.

Segundo a Secretária Executiva da Comissão, Cristina Andrade, o centro terá uma unidade de desabituação física e irá trabalhar em estreita ligação com outras cinco unidades que serão instaladas nos Concelhos da Ribeira Grande, Santa Catarina, Sal, S. Filipe, Sal e S. Vicente.

Depois de passarem pelas unidades de desabituação física, uma estada prevista para 8 dias, os toxicodependentes tanto poderão continuar o tratamento em regime ambulatório como em regime de internamento de longa duração no Centro, que terá capacidade para acolher 26 pacientes.

O tratamento no Centro terá dois níveis. Um espaço psico-social de dois a três meses e outro de reinserção sócio-profissional. Este último deve garantir que, após o tratamento, cada paciente fique inserido no mundo laboral.

O presidente da Liga Nazarena, Adérito Ferreira, que fará a gestão do Centro, explicou a «A Semana on-line» que numa primeira fase acontecerão no espaço actividades ligadas à gestão informática e tradução, à reprografia e agricultura. Numa fase mais adiantada serão introduzidas outras actividades como cerâmica e serralharia.

Segundo Adérito Ferreira, está ainda nos planos do centro a produção de ração animal e o cultivo de flores e morangos.

E é justamente o exercício dessas actividades que irá garantir a formação profissional dos pacientes e a auto-suficiência económica do Centro.

Para lidar com o tratamento dos pacientes o centro terá um corpo de pessoal de seis técnicos que estão a ultimar em Portugal uma formação especializada.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem