As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Adesão à NATO está fora da agenda estratégica do Governo
- 3-Jun-2004 - 9:20

O ministro da Defesa de Cabo Verde disse em conferência de imprensa que uma eventual adesão do país à NATO "não faz parte do pensamento estratégico" actual da política externa do arquipélago.


Armindo Maurício, acompanhado pelo seu homólogo português, que ontem terminou uma visita oficial de 24 horas ao país, adiantou que a questão da aproximação de Cabo verde à NATO não foi sequer abordada nos encontros com Paulo Portas.

"Discutimos várias questões, entre as quais o reforço da vigilância e fiscalização do mar, mas não abordamos a questão da NATO, porque é uma matéria complexa e não faz parte do pensamento estratégico a introdução desta questão na ordem do dia devido a um conjunto de implicações", disse Maurício.

No entanto, em declarações à Agência Lusa na Guiné-Bissau, onde decorreu a VII Reunião dos Ministros da Defesa da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Armindo Maurício deixou essa possibilidade no âmbito do reforço dos meios operacionais de Cabo Verde.

Maurício disse ainda em Bissau que Portugal teria um papel importante neste processo de aproximação à NATO.

Questionado sobre esta possibilidade, cuja discussão em Cabo Verde está estampada na generalidade da imprensa do país, Paulo Portas vincou que "as matérias de orientação da política externa de um país são da reserva absoluta dos seus órgãos de soberania".

"No essencial, é uma questão totalmente reservada e da competência de Cabo Verde. E qualquer país amigo e parceiro deve ser, no mínimo, o mais discreto possível", complementou.

Falando "em termos gerais", Portas adiantou que a Aliança Atlântica e a União Europeia têm "uma componente acrescida de segurança e Defesa" e que estão "empenhadas em fazer uma aproximação importante e uma cooperação mais intensa com regiões como o Mediterrâneo, o Atlântico Sul e a África".

Isto, argumentou ainda, para "providenciar a paz como factor de desenvolvimento e segurança do ponto de vista das novas ameaças".

"Portugal, como membro das duas organizações - NATO e União Europeia - pode, se e quando para isso for solicitado, ajudar a encontrar formas de aproximação entre os países amigos e as alianças e organizações internacionais de que faz parte", acrescentou Paulo Portas.

Questionado sobre se o interesse neste momento é da NATO em relação a Cabo Verde, país que tem fronteiras marítimas com Portugal, Espanha, a África Ocidental, Brasil e Estados Unidos da América, ou de Cabo Verde em relação à NATO, Paulo Portas adiantou que "nada em concreto foi discutido".

Mas admitiu, "do ponto de vista académico", que as ameaças deslocaram-se do Norte para o Sul e que a Aliança Atlântica e a União Europeia têm hoje obrigações acrescidas para providenciar paz e segurança".

"A paz e a segurança obtêm-se com uma cooperação mais intensa e, por isso mesmo, alargar o espaço de segurança, quer da União Europeia quer da NATO é aquilo que tem sucedido desde que o mundo mudou radicalmente de figura e todos sabemos que vivemos hoje num mundo completamente diferente", disse.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem