As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Preços dos combustíveis aumentaram 10 por cento
- 8-Jun-2004 - 15:43

Os preços dos combustíveis em Cabo Verde sofreram um aumento que atinge, em média, 10 por cento, na sequência da subida do custo do barril de petróleo no mercado internacional para cerca de 42 dólares.


Um comunicado da Agência de Regulação Económica (ARE), entidade que estabelece os preços dos combustíveis, informa que o litro de gasolina, que custava 100 escudos (cerca de 0.99 euros), passa a ser vendido a 110 escudos (cerca de 1 euro), o que representa um aumento de 10 por cento.

O litro de gasóleo, o combustível mais utilizado no arquipélago, aumentou de 57 escudos (cerca de 0.5 euros) para 63 escudos (cerca de 0.57 euros), uma subida na ordem dos 11 por cento.

O petróleo para consumo doméstico subiu de 41 escudos/litro (cerca de 0.37 euros) para 44 escudos (0.4 euros), o que significa um aumento de 7,32 por cento.

Entretanto, os aumentos mais expressivos registaram-se a nível do preço de venda do gás butano, que, duma forma geral, foram superiores a 13 por cento.

A garrafa de gás butano de 12,5 quilos, que era vendida a 1.190 escudos (cerca de 10,8 euros), subiu para 1.350 escudos (cerca de 12 euros), o que representa um aumento de 13,5 por cento.

Por seu turno, a botija de 55 quilos passou de 5.230 escudos (cerca de 47,5 euros) para 5.940 escudos (quase de 54 euros), ou seja um aumento de cerca de 14 por cento.

No entanto, os preços das garrafas de gás butano de 3 e 6 quilos, as mais utilizadas pelas camadas pobres da população cabo-verdiana, mantiveram-se em 270 (cerca de 2,4 euros) e 570 escudos (5,2 euros), respectivamente.

O aumento dos preços dos combustíveis em 10 por cento em média surpreendeu a população, uma vez que as primeiras notícias indicavam que os custos dos produtos derivados do petróleo teriam uma subida inferior a 3 por cento.

Por seu lado, os operados económicos consideraram que o aumento dos preços dos combustíveis terá repercussões negativas em todos os sectores da actividade económica.

A generalidade dos observadores dizem que o aumento poderá ter um efeito depressivo no crescimento económico de Cabo Verde, com impacto directo, sobretudo, nos pequenos empresários, num momento de entusiasmo dos operadores económicos cabo-verdianos.

Os preços dos combustíveis eram fixados administrativamente pelo governo, que atribuía um subsídio de compensação às empresas que comercializam os produtos para evitar os efeitos directos dos aumentos registados no mercado internacional.

Desde Janeiro deste ano, governo decidiu fixá-los de acordo com as flutuações no mercado internacional, medida que inicialmente levou *a redução do preço na ordem dos 5 por cento.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem