As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Duas cabo-verdianas acusam ministro Finanças de pedofilia
- 14-Jun-2004 - 22:49

O ministro das Finanças de Cabo Verde, João Serra, foi acusado por duas cidadãs cabo-verdianas de pertencer a uma suposta rede de pedofilia, na cidade da Praia, noticiou o jornal A Semana.


Na edição do passado fim-de-semana, o periódico escreve que a denúncia partiu das cidadãs Regina Weidemann e da filha Jandira Fonseca, que acusam um grupo de cidadãos praienses, entre os quais o ministro João Serra, de manter uma rede de pedofilia na cidade.

A denúncia foi feita em carta enviada Ministério Público pelas duas cidadãs, em que acusam Lucien Oliveira, pai dos dois filhos de Jandira Fonseca (ambos menores) de ser o principal agente da alegada rede.

Lucien Oliveira encontra-se detido preventivamente, devido a acusação de violação de menores e incesto e começou hoje a ser julgado na cidade de Assomada em sessão à porta-fechada.

Informações sobre a acusação ao ministro circulavam há algumas semanas na capital do país, o que levou João Serra, segundo jornal A Semana, a colocar o cargo à disposição.

O jornal refere ainda o caso foi discutido na Comissão Política do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, no poder), que se recusou a demitir o ministro e expressou a sua confiança na inocência de Serra.

Contactado pela Agência Lusa, o Procurador da República confirmou a existência da carta da duas cidadãs cabo-verdianas, mas negou-se a prestar mais declarações sobre o assunto, alegando segredo de justiça.

Por seu turno, a assessora de João Serra disse à Lusa que o ministro daria hoje uma conferência de imprensa sobre o assunto, depois de ter adiado um anterior encontro com os jornalistas marcado para sexta-feira, mas, posteriormente desistiu da reunião, alegando que o ministro "não comenta rumores".

Fonte do ministério referiu que o ministro decidiu processar as duas cidadãs, mas a Lusa não conseguiu confirmar se a queixa foi já apresentada na Justiça.

João Serra, 43 anos, é doutorado em Economia e especializado em Gestão e Planeamento, na Alemanha.

Antes de assumir a pasta das Finanças, foi secretário de Estado das Finanças, presidente do Conselho de Administração do Instituto Nacional da Previdência Social, director-geral do Instituto do Emprego e Formação Profissional e director do Projecto de Promoção de Micro-Empresas.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem