As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Victor Borges acelera cooperação com a Guiné-Bissau
- 17-Jun-2004 - 11:56

Analisar com as novas autoridades guineenses os passos a dar no sentido da materialização do «Acordo Geral de Amizade e Cooperação entre Guiné-Bissau e Cabo Verde» assinado em Outubro de 2002 é o objectivo principal da visita o ministro cabo-verdiano dos Negócios Estrangeiros, Victor Borges a esse país irmão.


E para demonstrar que não há tempo a perder e que os privados dos países devem envolvidos no processo de cooperação, o governante faz-se acompanhar dos presidentes das Câmaras de Comércio de Barlavento e Sotavento, Manuel Monteiro e Orlando Mascarenhas, respectivamente. No último dia, 19, Victor Borges entregará ao seu homólogo um lote de medicamentos, oferta do Governo.

A dinamização das relações de cooperação entre Cano Verde e a Guiné-Bissau vai passar por um conjunto de acções já calendarizadas. Uma equipa dirigente da TACV desloca-se na próxima semana a Bissau para analisar a retoma, a breve trecho, dos voos que ligavam Bissau a Praia e Lisboa.

E nem será preciso criar nenhuma condição especial porque, apesar da suspensão dos voos devido aos conflitos militares, TACV nunca encerrou a sua delegação que rendia 10 milhões de dólares por ano.

Em relação à ligação marítima entre os dois países há várias possibilidades sobre a mesa. Uma delas é levar as empresas nacionais de marinha mercante a interessarem-se nessa linha.

Mas tudo vai depender das trocas comerciais que vierem a ser estabelecidas. Está-se a pensar, por exemplo, na importação de mariscos guineenses não só para o mercado nacional mas tendo em vista, sobretudo, a reexportação.

Por outro lado, há produtos nacionais que poderão ser exportados para Guiné-Bissau: água engarrafada e conservas.

Formação será uma das áreas mais privilegiadas nas relações de cooperação entre os dois países.

Segundo a Semana On Line, Victor Borges vai reiterar às autoridades guineenses a disponibilidade de Cabo Verde em acolher jovens para formação nos estabelecimentos de ensino nacionais.

Na Guiné-Bissau, de acordo com um relatório do Instituto das Comunidades, elaborado em 2002 vivem neste momento, incluindo os descendentes, à volta de 3000 cabo-verdianos congregados à volta da Associação dos Filhos Descendentes e Amigos de Cabo Verde, criada em 2002.

Uma das actividades prioritárias do Cônsul Honorário na Guiné-Bissau, Aguinaldo Almeida, é, precisamente, a realização de um recenseamento geral da comunidade cabo-verdiana que tem sido adiada devido à falta de condições mínimas de trabalho.

Mas, felizmente para o Cônsul Honorário, Victor Borges leva consigo vários equipamentos, nomeadamente informáticos.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem