As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Incêndio reforça valor reflorestação de Cabo Verde
- 17-Jun-2004 - 23:04

A ministra do Ambiente, Agricultura e Pescas afirmou hoje que o governo vai estudar a situação da floresta de Monte Velha, destruída por um incêndio, e calcular os meios e o tempo necessário para a sua reflorestação.


"Estamos a preparar os meios necessários e a juntar esforços com vista a recuperação da área florestal destruída", afirmou Madalena Neves, que falava a propósito do Dia Mundial da Desertificação.

A floresta de Monte Velha, pertencente ao Parque Natural da ilha do Fogo, foi parcialmente destruída por um incêndio durante os dois últimos dias.

Hoje, o Movimento para a Democracia (MpD, oposição) afirmou que é necessário desenvolver um plano de protecção das florestas cabo-verdianas para evitar situações como a que aconteceu em Monte Velha, na ilha do Fogo.

O deputado Francisco Barbosa Amado do MpD, afirmou que o governo deve desenvolver plano com um sistema de alerta a incêndio e meios de telecomunicações.

"Temos que começar a pensar na prevenção e é necessário guardas florestais efectivos, já que no caso de Monte Velha, este serviço não tem sido efectivado", afirmou, acrescentando que "os guardas também têm que ter meios para alertar em situações perigo".

Por possuir um clima seco e algumas zonas muito áridas, com secas frequentes, Cabo Verde sempre se preocupou com a florestação, num processo iniciado desde de 1928.

Desta data até 1942 foram realizadas trabalhos florestais que resultaram nas principais florestas do país na actualidade, na zona de Monte Velha no Fogo, Serra Malagueta, na ilha de Santiago, Monte Gordo, em São Nicolau, e Planalto Leste, em Santo Antão.

Estas florestas localizam-se em zonas altas onde foram plantados eucaliptos e pinheiros.

Até 1974, 2.977 hectares já se encontravam florestados, processo que continuou no período após a independência, com a florestação das zonas áridas. Neste momento, a área florestada é de mais de 16 mil hectares.

Um esforço que agora deve ser agora retomado, de acordo com a ministra, para recuperar o prejuízo e continuar a florestação do país.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem