As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Deputado reclama a demissão do chefe de Estado
- 6-Jul-2004 - 16:24


O deputado Liuna Nandiba do Partido da Renovação Social (PRS, oposição) reclamou em Bissau pela demissão do chefe de Estado guineense Henrique Perreira Rosa, acusando-o de possuir dupla nacionalidade.


"Tem dupla nacionalidade. Goza da nacionalidade guineense e da nacionalidade portuguesa, o que é verdadeiramente anticonstitucional", sublinhou o deputado durante os debates na Assembleia Nacional.

A 30 de Junho passado, pouco após a abertura da sétima legislatura, um outro deputado do PRS, Sola Nkilin Na Bitchita, também acusara o chefe de Estado interino de ostentar dupla nacionalidade.

Conforme prevê a Constituição, é o presidente da Assembleia Nacional que deveria substituir o ex-chefe de Estado derrubado, Kumba Ialá, alegou o deputado, que foi mais longe denunciando a Carta de Transição que, de acordo com ele, não tem razão de ser.

De qualquer modo, a eleição presidencial terá lugar o próximo ano, revelam os observadores, assinalando que o PRS não poupou nas suas críticas o minitro da Presidência e do Conselho de Ministro, Filomeno Lobo e Pina, que era o porta-voz da Comissão Nacional Eleitoral.

De acordo com o deputado Nbunhe Ncada, é urgente criar uma comissão de investigação a fim de identificar todos os responsáveis pelas irregularidades registadas durante o escrutínio de Março de 2004.

"Do início ao final das investigações, nenhum membro da Comissão Nacional Eleitoral deve assumir cargos no seio do governo", sublinhou.

Dada a situação prevalecente no seio do Parlamento entre o PRS e o PAIGC (Partido da Independência da Guiné e Cabo Verde, no poder), o Partido para o Progresso (PP) aproveitou esta ocasião para lançar um apelo aos dignitários das duas formações para respeitarem o acordo parlamentar que assinaram em Maio passado.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem