As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Governo já tem proposta para os fundos do «Desafios do Milénio»
- 12-Jul-2004 - 19:46


A redução da pobreza e a criação de condições para o crescimento e a competitividade do país são as vertentes fundamentais da proposta do governo de Cabo Verde para o programa "Desafios do Milénio".


Trata-se do primeiro "ensaio" do programa de investimentos que o governo de Cabo Verde vai apresentar à comissão norte-americana que gere os fundos do programa "Desafios do Milénio", disse à Agência Lusa o porta-voz do Conselho de Ministros, João Baptista Pereira.

O programa "Desafios do Milénio" foi lançado em 2000 pelo presidente norte-americano, George W. Bush, e tem origem numa nova dinâmica da cooperação norte-americana com os países pobres, assente na promoção da boa governação, incentivo à iniciativa privada e combate à pobreza.

Para o ano em curso, o programa prevê a disponibilização de cerca de mil milhões de dólares a aplicar em 16 países, de entre os quais Cabo Verde e Moçambique, escolhidos de uma lista de 75 candidatos.

Nesta listagem, Cabo Verde qualificou-se no primeiro lugar entre os países africanos e em segundo no mundo.

Para esta fase dos trabalhos preparatórios da apresentação da proposta cabo-verdiana, Baptista Pereira indicou à Lusa que foram recolhidos contributos de toda a sociedade, incluindo Organizações Não Governamentais, municípios e dos parceiros "mais relevantes no desenvolvimento" do arquipélago.

"O que se pretende é transformar totalmente a realidade cabo- verdiana através do crescimento económico sustentado no todo do país", disse o porta-voz do Conselho de Ministros, adiantando que, "desta forma, toda a população é absorvida no processo de desenvolvimento".

Uma das portas de entrada desta nova realidade no tecido social do país é através da formação profissional e do ensino superior, onde sobressai, disse Baptista Pereira, a criação da Universidade Pública de Cabo Verde.

"O país não tem condições para enviar todos os alunos que terminam o secundário para o exterior, tem de criar condições para que estes acedam ao ensino superior na sua terra", afirmou, sublinhando ainda que "para aqueles que já não estudam, um esforço na formação profissional terá igualmente lugar".

Sobre a conclusão definitiva do documento, Baptista Pereira adiantou que se trata de um "programa dinâmico", que pode e vai sofrer alterações à medida que estas forem sendo digeridas pela comissão criada pelo governo para ordenar a estratégia da candidatura cabo- verdiana ao programa "Desafios do Milénio".

Um dado, que considerou relevante e que avançou à Lusa, enquanto "cenário a alterar nesta oportunidade", é a existência de 70 por cento de famílias pobres a serem dirigidas por mulheres, na sua maioria sem formação, enquanto, no todo da população nacional, mais de 45 por cento dos agregados familiares têm mulheres à frente.

"É por esta realidade existir que o tecido social mais desfavorecido está na linha da frente dos objectivos do governo no quadro das enormes potencialidades abertas com a integração do país nos `Desafios do Milénio´", frisou.

Até Outubro próximo, o Governo de Cabo Verde conta estar preparado para receber o aval da comissão norte-americana que gere as propostas dos países abrangidos pelos "Desafios do Milénio" e começar, então, a poder contar com os investimentos submetidos a apreciação.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem