As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Primeiro-ministro de Cabo Verde promete agenda ambiciosa
- 22-Jul-2004 - 20:18


O primeiro-ministro de Cabo Verde disse hoje que o novo secretário-executivo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), o cabo-verdiano Luís Fonseca, vai apresentar uma "agenda ambiciosa" para os próximos anos de actividade da organização.


Momentos antes de partir para São Tomé e Príncipe, onde vai participar na Cimeira da CPLP a 26 e 27 de Julho, José Maria Neves colocou como ponto central da nova agenda a conquista de "um novo dinamismo" para a CPLP na comunidade internacional.

O nome Luís Fonseca, ex-embaixador de Cabo Verde junto das Nações Unidas, será ratificado como secretário-executivo da CPLP na cimeira de São Tomé.

O novo secretário-executivo, anunciou José Maria Neves, vai aplicar, durante o seu mandato, medidas no sentido de conseguir concluir com sucesso a sua "agenda ambiciosa" através de uma intensa concertação político-diplomática entre os oito países membros da comunidade.

O chefe do executivo cabo-verdiano considera fundamentais as componentes económica e empresarial, porque, disse, "é preciso estreitar as relações entre as empresas dos países da CPLP".

Para isso, sublinhou, é preciso estabelecer parcerias e criar alianças que possam "fomentar o desenvolvimento da cooperação e o crescimento e a competitividade dos países".

"Vamos ainda trabalhar no reforço da democracia, do Estado de direito democrático e da boa governação no âmbito dos países da CPLP", afirmou, acrescentando ser fundamental "trabalhar arduamente para a consolidação da democracia, na defesa dos direitos dos cidadãos e a criação de condições que favoreçam o desenvolvimento".

A "governação electrónica" (utilização das novas tecnologias a nível governamental) é, para José Maria Neves, um instrumento "de grande importância" na linha da defesa da boa governação, "mas também na transparência da administração pública e dos governos dos países da comunidade".

"E, aqui - na questão da governação electrónica - há uma vontade política muito forte", defendeu.

No seguimento da cimeira da CPLP, José Maria Neves realiza a sua primeira visita oficial a São Tomé e Príncipe, levando na agenda, como prioridade, os contactos com as autoridades locais e com a comunidade cabo-verdiana no arquipélago.

A comunidade cabo-verdiana em São Tomé e Príncipe é bastante numerosa, sobretudo na ilha do Príncipe, onde 50 por cento da população é constituída por cabo-verdianos ou seus descendentes.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem