As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Chissano solidário com a unidade e coesão do povo são-tomense
- 25-Jul-2004 - 18:44


O Presidente de Moçambique, Joaquim Chissano, manifestou hoje satisfação com o clima de "unidade e coesão" que se vive em São Tomé e Principe, após a sublevação militar de 16 de Julho de 2003.


A solidariedade do Chefe de Estado moçambicano foi manifestada hoje de manhã na capital de São Tomé, momentos depois de desembarcar no aeroporto internacional do arquipélago, onde participará na V Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Numa clara alusão à tentativa de golpe de Estado de 16 de Julho de 2003, Joaquim Chissano considerou esta cimeira "algo particular por ser realizada em São Tomé, onde se vêm operando transformações para a unidade e coesão do povo são-tomense (...) depois de momentos difíceis que passámos".

Na sequência da sublevação militar registada há pouco mais de um ano em São Tomé, o processo da reposição da ordem democrática em São Tomé e Príncipe serviu de primeiro teste para o Chefe de Estado moçambicano, que na altura exercia o cargo do Presidente da União Africana (UA).

"Esperamos que todos os outros membros da CPLP venham com o mesmo espírito", disse Joaquim Chissano.

Quanto à V Cimeira dos Chefes de Estado e de governo da CPLP, Joaquim Chissano espera um encontro "fácil e relaxado" na base de um clima de "consenso".

Joaquim Chissano sublinhou que a sua participação tem "o propósito de contribuir para que todos as decisões que já foram tomadas nas cimeiras passadas sejam implementadas".

Sobre os projectos a serem apreciados nesta V cimeira, o Presidente de Moçambique realçou a política de combate à malária, a luta contra a propagação da Sida e o projecto de modernização da administração pública.

Tendo sido recebido no aeroporto de São Tomé pela primeira- ministra são-tomense, Maria das Neves, Joaquim Chissano foi imediatamente conduzido para uma residência estatal a poucos metros do palácio presidencial, situado no centro da capital são-tomense.

Além do Chefe de Estado moçambicano, já se encontram em São Tomé o Presidente da Guiné-Bissau, Henrique Rosa e o primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, que representa o seu país nesta conferencia dos "Oito" da lusofonia a decorrer segunda e terça-feira na capital são-tomense.

Angola, Cabo-Verde, Brasil, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe são os países que compõem a CPLP, organização fundada em 17 de Julho de 1996 em Portugal.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem