As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Preços dos transportes aumentam 12 por cento
- 4-Aug-2004 - 22:36


A tarifa dos transportes públicos urbanos na capital cabo-verdiana sofreu hoje um aumento de 12 por cento, passando o bilhete de 25 escudos (cerca de 0,227 euros) para 28 escudos (cerca de 0,254).


A fixação do novo tarifário resulta das conversações entre a Agência de Regulação Económica e a "Moura Company", companhia privada que domina o mercado dos transportes colectivos de passageiros na cidade da Praia após a extinção, em 2002, da empresa estatal de transportes públicos "TRANSCOR".

Em Junho passado, a Moura Company havia anunciado, unilateralmente, um aumento da tarifa na ordem dos 40 por cento, com o bilhete a passar de 25 para 35 escudos (cerca de 0,327 euros), alegando o "aumento dos preços dos combustíveis, lubrificantes, seguro automóvel e das peças de reposição sem que as tarifas tenham sido actualizadas".

Na altura, as entidades que regulam o sector consideraram ilegal a decisão da empresa, uma vez que os transportes rodoviários de passageiros em Cabo Verde estão sujeitos a um regime de preço que resulta de uma concertação entre operadores e o poder público.

No entanto, a empresa, perante a posição das autoridades e as reclamações dos utentes, decidiu suspender o aumento das tarifas que devia entrar em vigor a 11 de Junho e anunciou um encontro com o governo, destinado a negociar novos preços dos transportes públicos.

Na reunião, a Moura Company anunciou ainda a suspensão da venda dos passes sociais a partir de 1 de Julho, uma vez que não recebia para o efeito nenhum tipo de subsídio ou incentivo por parte do Estado.

Posteriormente, a empresa decidiu retomar a venda dos passes sociais, mas com um aumento na ordem dos 20 por cento, tendo os os passes para estudantes passado de mil e 250 escudos (cerca de 11,34 euros) para mil e 600 escudos (14,5 euros), enquanto os passes normais e de funcionários subiram de 1.700 (cerca de 15,4 euros) para 2.200 escudos (cerca de 20 euros).

A empresa, que controla mais de 90 por cento do mercado de transportes rodoviários do principal centro urbano de Cabo Verde, decidiu também que os agentes do Estado, nomeadamente os da Polícia, devem passar a pagar bilhetes para poderem viajar nos seus autocarros.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem