As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Cientista cabo-verdiano descobre microalgas para tratar a Sida
- 10-Aug-2004 - 11:32


O cientista cabo-verdiano João Manuel Varela anunciou ter descoberto microalgas endémicas nas costas do seu país que podem ser utilizadas no fabrico de medicamentos para o tratamento da Sida e da malária.


Professor catedrático de citologia e fisiologia celular no Instituto Superior de Engenharia e Ciência do Mar (ISECMAR), na ilha de São Vicente, Varela diz que Cabo Verde possui várias espécies de algas calcárias que podem igualmente ser utilizadas para corrigir solos ácidos.

As revelações de Varela, antigo professor universitário em vários países da Europa, foram feitas no fim-de-semana durante uma entrevista que concedeu ao jornal privado "A Semana".

O cientista tem-se dedicado ao estudo das propriedades terapêuticas das algas existentes nos mares do arquipélago, desde o seu regresso a Cabo Verde em 1997, após cerca de 42 anos de docência em diversas e renomadas universidades estrangeiras.

João Varela lembra que por várias vezes tem vindo a sublinhar que as algas são dos poucos recursos de Cabo Verde que podem ser utilizados, nomeadamente, para a produção de fármacos, fertilizar os campos para cultura e para corrigir solos.

Precisou que, no caso da malária, Cabo Verde possui duas algas da espécie dactyota que contém produtos activos capazes de matar o parasita, o plasmódeo.

No que concerne à Sida, João Varela revela ter descoberto uma alga nova que abunda nas águas marítimas cabo-verdianas e que a sua equipa identificou com a colaboração do taxonomista holandês W.F. Prud'homme.

A descoberta coincidiu com as comemorações do 17 aniversário do ISECMAR e a referida alga foi designada Chondiella isecmarus.

"Importa, agora, realizar ensaios terapêuticos com essa alga em doentes com Sida para estabelecer a eficácia real dessa microalga", precisou.

Fonet: Panapress


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem