As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Brasil com forte presença no festival de teatro Mindelact
- 2-Sep-2004 - 21:32


A X Edição do Festival de Teatro de Mindelo (Ilha de São Vicente, Cabo Verde), Mindelact, que se inicia sexta-feira, vai contar com a presença de cinco companhias brasileiras.


A par da presença brasileira, o mais importante festival internacional de teatro de Cabo Verde que decorre até dia 19 de Setembro, vai ainda contar com companhias de Portugal, Bélgica Moçambique, França, Itália e Cabo Verde.

João Branco, presidente da organização do Mindelact, justifica esta predilecção pelo teatro brasileiro com a "grande atenção que as companhias brasileiras despertam no público mindelense".

"Sempre que temos grupos brasileiros, há um frenesi no público mindelense que se identifica muito com os trabalhos apresentados", afirmou.

Neste sentido, João Branco explicou que foram efectuados contactos que levaram a este número grande de companhias o que confere ao festival "um forte gostinho brasileiro".

Mas para além disso, existem outras novidades neste festival.

Serão apresentados 37 espectáculos por 32 companhias em 17 dias de festival, para além de uma forte componente de teatro de rua.

O festival inclui ainda uma parte dedicada às crianças.

"Nós queremos que este festival esteja em toda a parte: nas salas de espectáculo, (onde decorre a programação principal) na rua, nas praças, nos autocarros...", explicou.

João Branco adiantou ainda que "nas comemorações dos dez anos do festival queremos dar este presente a São Vicente, envolvendo toda a sociedade neste evento".

Na programação principal o grupo Bernard Massuir, da Bélgica, dá o pontapé de saída do festival na sexta- feira com o espectáculo ""Bernard à Mindelo".

De Cabo Verde estarão presentes o Grupo de Teatro Estrelas do Sul, Atelier Teatrakácia, Teatro Infantil do Mindelo, OTACA & Raiz dos Engenhos, Grupo de Teatro Dionisius,o Grupo de Teatro do Centro Cultural Português do Mindelo e Juventude em Marcha.

O teatro português estará representado pelo grupo 3 em Pipa com o espectáculo "A Maior Flor do Mundo", baseado numa obra de José Saramago, e pela companhia do Chapitô com a peça "Talvez Camões", para além de uma co-produção luso- brasileira da companhia Entretanto Teatro com as "Confissões de um cabocolo".

De Moçambique chega a companhia de teatro Galagalazul que apresenta no Mindelo "A Rebelião".

Do Brasil apresentam-se a Companhia Livre de Teatro, com a peça "José"; as actrizes Priscilla Camargo, com "Histórias de Mãe África", e Denise Stutz , "DeCor"; a companhia XiX de Teatro com "Hysteria".

No festival há ainda a participação especial dos actores Leonardo Brício e Luiza Thiré de França, com a peça "New Orleans Society", bem como do italiano Leo Bassi com o trabalho "12 de Setembro".

Para além disso, está prevista a apresentação da peça "Viajando sobre um ninho de cucos" com o grupo Autocarro dos Loucos, cujo espectáculo decorre dentro de um autocarro.

A organização do Mindelact aproveita ainda a presença de actores, realizadores e encenadores para realizar acções de formação durante o período em que decorre o festival.

O orçamento desta edição chega aos 10 mil contos cabo-verdianos (cerca de 100 mil euros), mas João Branco explica que "nem todo este montante vai ser suportado pela organização".

Este orçamento tem duas parcelas: "Há um valor de cerca de seis mil contos que já está coberto pelos grupos internacionais, que conseguem arranjar patrocínios nos seus países de origem, `cachet' incluído", acrescentou.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem