As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Mário Soares encoraja arquipélago a uma aproximação à UE
- 9-Sep-2004 - 18:34


O ex-presidente português Mário Soares encorajou hoje Cabo Verde a procurar uma maior proximidade com a União Europeia, na abertura do II Simpósio Internacional Amílcar Cabral que decorre até domingo na Cidade da Praia.


Segundo o político português, Cabo Verde só tem a ganhar com a obtenção de um estatuto de "região associada" da UE, sublinhando que essa é uma possibilidade real, que "certamente contará com o apoio de Portugal e de Espanha".

O próprio Governo cabo-verdiano admitiu antes como objectivo estruturante da sua política externa uma aproximação à Europa, embora sob a denominação de "estatuto especial".

Para Soares, o arquipélago beneficia de uma realidade geográfica propícia, no contexto da Macaronésia, que alinha os arquipélagos dos Açores e Madeira (Portugal), Canárias (Espanha) e Cabo Verde.

Declarando-se "um grande amigo" de Cabo Verde, Mário Soares lembrou que o estatuto de "região associada" à UE por parte de Cabo Verde deve ser enquadrado numa aproximação sólida aos restantes arquipélagos da Macaronésia.

Sobre Amílcar Cabral, fundador do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Soares lamentou nunca ter conhecido o dirigente africano, embora tenha seguido de perto o seu percurso.

Recorrendo a vários relatos do seu percurso pessoal, enquanto homem da mesma geração de Amílcar, com quem partilhou muitos pontos em comum, nomeadamente a oposição à "brutal guerra colonial" e à ditadura que a sustentava, lembrou o caminho trilhado por Cabral até à morte, a 20 de Janeiro de 1973, na capital da República da Guiné, Conacri.

Soares fez questão de sublinhar neste contexto um "encontro histórico" em Dacar (capital do Senegal) a 16 de Maio de 1974 - no contexto das negociações para a descolonização - com Aristides Pereira, primeiro presidente de Cabo Verde, presente na sala.

Apesar da assinatura na altura do cessar-fogo na Guiné-Bissau, e de este já ser uma realidade, "havia ainda em Portugal quem achasse possível travar o movimento da descolonização", disse.

"O encontro (entre Soares e Aristides Pereira) desencadeou tudo o resto, possibilitando inclusive este encontro de hoje, onde fraternalmente estamos a homenagear um herói que continua a inspirar cabo-verdianos e portugueses", sublinhou.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem