As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Fundação Mário Soares ajuda Assembleia Nacional a criar sistema de arquivo
- 10-Sep-2004 - 20:20


A Fundação Mário Soares vai ajudar tecnicamente e materialmente a Assembleia Nacional de Cabo Verde a criar um sistema de arquivo para conservar e classificar documentação, de acordo com um protocolo assinado hoje entre as duas entidades.


O documento foi assinado pelo presidente da Fundação Mário Soares, o ex-presidente da República português Mário Soares, e o presidente da Assembleia Nacional (AN) de Cabo Verde, Aristides Lima.

Aristides Lima considerou que o protocolo "vai contribuir para a afirmação do Parlamento" como "factor de desenvolvimento" e prometeu começar a trabalhar nesta matéria "imediatamente".

"Estou certo que este protocolo - que prevê apoio técnico e material - vai permitir que a AN possa dispor de um sistema de arquivo unificado que garanta tratamento adequado, conservação e classificação do material produzido por esta instituição", afirmou.

Mário Soares enquadrou este "acto de solidariedade" na importância que a fundação que dirige atribui "à conservação da memória histórica dos povos".

"Sem memória não há identidade nacional e coesão social", disse o ex-presidente português.

Soares sublinhou que a AN é "o centro da representação democrática" cabo-verdiana e, por isso, "é extremamente importante" que possa guardar, "de forma a ser utilizado pelos vindouros", aquilo que está a fazer em cada dia.

Mário Soares está em Cabo Verde a participar no II Simpósio Internacional Amilcar Cabral, que decorre na Cidade da Praia até ao próximo domingo, tendo proferido a intervenção de abertura do evento, na quinta-feira.

Na ocasião, o ex-presidente da República português considerou "original e sempre actual" o pensamento de Amílcar Cabral, o "pai" da nacionalidade cabo-verdiana e guineense.

"É uma lição não só para África, mas também para Portugal e o Mundo", sublinhou.

O ex-Chefe de Estado português aproveitou o momento para lamentar que os textos produzidos pelo fundador do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), "além de dispersos, sejam muito pouco lidos actualmente".

Amilcar Cabral morreu a 20 de Janeiro de 1973, assassinado em circunstâncias ainda por esclarecer, na capital da República da Guiné, Conacry, e faria 80 anos no próximo dia 12, o último dia do simpósio que trouxe Mário Soares a Cabo Verde.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem