As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Eleições legislativas serão no dia 6 de Abril
- 30-Dec-2002 - 17:38

O presidente da República da Guiné-Bisau, Kumba Ialá, indicou hoje aos partidos políticos legalizados no país o dia 06 de Abril de 2003 como data indicativa para a realização das eleições legislativas antecipadas.

Kumba Ialá recebeu hoje os representantes dos 21 partidos políticos legalizados na Guiné-Bissau para lhes indicar a data que escolheu para a ida às urnas.

A saída desses encontros, que decorreram em separado entre Kumba Ialá e os representantes dos partidos guineenses, Satú Camará, vice-presidente do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), disse a Agência Lusa que o seu partido concordou com a proposta.

"Estamos inteiramente de acordo com essa data - 06 de Abril - porque é preciso tirar o país, o mais rapidamente possível, desta situação de indefinição e de marasmo em que se encontra", disse a vice-presidente do PAIGC, partido que governou o país em regime monopartidário durante cerca de três décadas.

As eleições na Guiné-Bissau realizaram-se sempre no passado ao domingo, coincidindo o dia 06 de Abril com o primeiro domingo desse mês.

Entretanto, no decurso das audiências de hoje do presidente guineense com os partidos políticos deu-se um incidente quando uma delegação de uma das "alas" da Resistência da Guiné-Bissau (RGB), a afecta a Hélder Vaz, foi convidada a retirar-se das instalações da Presidência da República, sendo informada de que "não seria recebida" por Kumba Ialá.

A RGB, uma das mais importantes forças políticas da Guiné-Bissau está dividida em duas "alas", devido a disputas judiciais para a legitimidade sobre a liderança do partido, tendo por um lado Hélder Vaz, que se assume como presidente legítimo da RGB, e por outro, Salvador Tchongó, que reclama o mesmo estatuto.

Kumba Ialá acabou por receber hoje três elementos deste partido afectos à "ala" de Salvador Tchongó.

Também já recebidas e de acordo com a data proposta pelo presidente da República para a realização de eleições legislativas antecipadas foram as delegações do Partido da Renovação Social(PRS), fundado por Kumba Ialá em 1992 e vencedor das eleições gerais de 1999/2000, e do Partido Social Democrata(PSD) guineense, do filósofo Joaquim Baldé.

Para o PRS e o PSD, a data de 06 de Abril é a mais indicada para a ida às urnas, uma vez que permite que os partidos se prepararem convenientemente.

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem