As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
«Sociedade civil essencial para fazer avançar a comunidade»
- 30-Sep-2004 - 15:37


O secretário-executivo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Luís Fonseca, considerou hoje essencial a participação da sociedade civil nos projectos da organização porque, caso contrário, a comunidade "vai andar a passos muito lentos".


Em declarações aos jornalistas no final de um encontro com o presidente da Assembleia da República português, João Bosco Mota Amaral, o cabo-verdiano Luís Fonseca explicou que "a maior participação da sociedade civil" é "um dos principais objectivos" da organização, pelo que o secretariado executivo vai tentar "reforçar essa componente".

A título de exemplo, destacou a realização do III Fórum Empresarial da CPLP, a 06 e 07 de Outubro, na Cidade da Praia, Cabo Verde.

"É uma oportunidade para se reforçarem as relações económicas e os empresários dos vários países (da CPLP) estabelecerem relações", referiu Luís Fonseca.

Acerca do encontro com Mota Amaral, o secretário-executivo realçou o "papel extremamente activo" do presidente do parlamento português em "levantar questões em relação à CPLP e à necessidade de se reforçar a sua componente legislativa", referindo-se nomeadamente à ideia de criar a Assembleia Parlamentar da organização.

Este projecto, uma ideia lançada por Mota Amaral e que vai ser debatida no IV Fórum dos Parlamentos da comunidade, no início de Dezembro, em Brasília, permitirá, segundo Luís Fonseca, "fiscalizar e proporcionar o desenvolvimento" da CPLP.

"É extremamente importante que os parlamentos se envolvam na concretização deste grande ideal que nós temos que é o da consolidação da nossa comunidade", acrescentou.

Por seu lado, Mota Amaral afirmou ter trocado impressões com Luís Fonseca "acerca dos objectivos do diálogo parlamentar no âmbito da CPLP", realçando que o estabelecimento da organização só será conseguido se "houver um envolvimento de todos os órgãos do Estado e da sociedade civil".

Luís Fonseca tomou posse como secretário-executivo da CPLP na V Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da organização, que se realizou a 26 e 27 de Julho, na capital de São Tomé e Príncipe.

Integram a CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem