As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Emigrantes nos EUA ajudam crianças carenciadas a ir à escola
- 14-Oct-2004 - 14:42


A organização "Cabo Verde Children", criada nos Estados Unidos por emigrantes cabo-verdianos com o objectivo de levar crianças carenciadas do arquipélago à escola, já tem em carteira 500 "casos de sucesso".


Manuel Tavares, 12 anos, é natural do concelho de Santa Cruz, na ilha de Santiago, onde a pobreza atinge níveis reconhecidamente elevados, e o "futuro incerto" que tinha tornou-o num dos "casos de sucesso" da "Cabo Verde Children".

Aos 12 anos, em vez de ir à escola, ocupava os dias a descascar cocos que vendia, para ajudar a família a sobreviver. O seu objectivo diário não era a escola, mas arranjar comida.

Quando emigrantes em férias no arquipélago lhe perguntaram o que gostaria de lhes pedir, Manuel respondeu que queria ajuda para ir à escola.

O apelo, juntamente com todos os dados e necessidades básicas do Manuel, percorre agora o mundo através da Internet.

Esta e outras histórias de pobreza extrema, que afasta as crianças cabo-verdianas da escola e de uma alimentação saudável, levaram um emigrante cabo-verdiano residente nos Estados Unidos, Andy Andrade, a juntar familiares e amigos num projecto de solidariedade denominado "Cabo Verde Children".

A organização, sem fins lucrativos, tem como objectivo encontrar padrinhos (emigrantes) que possam enviar mensalmente aos afilhados (crianças carenciadas) 20 dólares mensais para ajudar nas despesas de alimentação, educação e outras necessidades básicas.

"Trata-se de uma organização humanitária que pretende investir contra o abandono escolar, oferecendo às crianças até aos 17 anos um subsídio de alimentação e aquisição de material escolar", explicou à Agência Lusa Andy Andrade.

Seis meses após o lançamento da organização nos Estados Unidos, Andy Andrade afirmou que já conseguiram colocar 500 crianças carenciadas de sete ilhas do país na lista on-line (www.cvchildren.com) da "Cabo Verde Children" e têm garantidos dez mil dólares em ajuda.

"Até o final de 2005, o projecto espera abranger no mínimo 2.500 crianças e por isso estamos a solicitar o apoio de diversas entidades cabo-verdianas para trabalhar com os nossos representantes em Cabo Verde na identificação das crianças carenciadas do arquipélago, bem como na distribuição dos fundos", adiantou.

Andy Andrade garantiu que a organização já tem planos para os próximos 25 anos, sendo o primeiro passo abranger cerca de 50 mil crianças e obter patrocínios no valor de 12 milhões de dólares.

"Na segunda fase, queremos criar oportunidades de formação e emprego e, na terceira fase, vamos promover a retribuição dos benefícios concedidos, ou seja, aquela criança que beneficiou e que já possui condições, passará a ser um doador, fechando assim o ciclo", explicou.

O projecto conta com o apoio de norte-americanos e descendentes de cabo-verdianos nos EUA que apadrinham as crianças.

"Vários músicos residentes na diáspora (à) já se comprometeram a gravar um disco, cujos lucros reverterão para as crianças carenciadas desta ONG", adiantou.

O projecto conta ainda com o apoio da embaixada de Cabo Verde nos Estados Unidos.

Alguns dos promotores do projecto, incluindo Andy Andrade, encontram-se em Cabo Verde para o seu lançamento oficial e procurar apoios no arquipélago.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem