As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Mari Alkatiri vai propor realização de cimeira da CPLP em Díli
- 22-Oct-2004 - 14:59


O primeiro-ministro timorense anunciou hoje que Timor-Leste vai propor aos restantes sete países que integram a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) a realização de uma cimeira em Díli, na qual poderão ainda participar Estados da região.


Mari Alkatiri, que falava à imprensa à chegada a Díli, proveniente de Jacarta, precisou ser tempo de os oito Estados que integram a CPLP - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste - se encontrarem em Díli.

"Só falta isso. Até aqui temos viajado (para os restantes países membros da CPLP) e eles nunca viajaram até Timor-Leste. Vamos propor isso", acentuou.

O objectivo, explicou, é dar eficácia à organização dos países lusófonos.

A ideia foi expressa há três dias, à partida de Díli, quando Mari Alkatiri considerou que a CPLP "ainda não possui os mecanismos que a afirmem no mundo".

Mari Alkatiri defendeu então que a organização "tem de começar a pensar em desenvolver" mecanismos que tirem partido da distribuição geográfica e da integração geopolítica dos seus oito Estado membros, tendo como objectivo "fazer render melhor a CPLP no seu conjunto".

Retomando hoje o tema, o primeiro-ministro de Timor-Leste salientou não pretender ferir susceptibilidades mas suscitar reacções.

"Nós devemos provocar. Não quero ofender os nossos países irmãos da CPLP, mas Timor-Leste deve provocar uma relação com a região (asiática). Talvez convocando uma reunião da CPLP para aqui e juntar os países vizinhos, para um encontro mais de natureza de cooperação técnica, económica e comercial", frisou.

O chefe do executivo timorense falava à imprensa à chegada de Jacarta, onde representou Timor-Leste na cerimónia de posse de Susilo Bambang Yudhoyono como primeiro chefe de Estado da Indonésia eleito por voto universal e directo.

Declarando-se satisfeito com os resultados alcançados nesta deslocação a Jacarta, onde manteve uma primeira reunião com o novo chefe de Estado indonésio, Mari Alkatiri disse ter sido claro na apresentação dos pontos de vista de Timor-Leste nas relações bilaterais.

"Fomos claros. Dissemos que temos assuntos pendentes e não temos problemas. Temos assuntos pendentes que têm de ser resolvidos. Mas não existem problemas", insistiu.

Mari Alkatiri acrescentou ter sido portador de um convite do presidente Xanana Gusmão, e em seu nome pessoal também, para que Susilo Bambang Yudhoyono efectue uma visita oficial a Timor-Leste.

O presidente indonésio "manifestou interesse em visitar Timor- Leste", mas não se comprometeu com datas.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem