As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Militares mobilizados para «guerra» contra gafanhotos
- 28-Oct-2004 - 15:26


Pelo menos um pelotão da Exército de Cabo Verde vai participar, na ilha de Santo Antão, no combate que, há mais de dois meses, o país trava contra a praga de gafanhoto do deserto, disse à Agência Lusa fonte governamental.


A mobilização de militares surge enquadrada na necessidade de cobrir mais área de terrenos agrícolas, onde a praga de gafanhoto do deserto, oriunda dos países da costa ocidental de África, está activa.

A utilização de militares noutras ilhas é, ainda segundo a mesma fonte, uma possibilidade, dependendo isso da evolução do problema.

Na ilha de Santo Antão, a mais montanhosa e onde a agricultura cobre maiores áreas, registam-se os prejuízos mais avultados, nomeadamente nas zonas de Porto Novo e Paul.

Os enxames de gafanhoto, que têm causado elevados prejuízos em países como o Senegal, a Mauritânia ou o Mali, chegam a Cabo Verde ajudados pelos ventos, percorrendo uma distância superior a 550 quilómetros.

Impossibilitados de recorrer às avionetas disponibilizadas pelo governo de Marrocos, devido ao acidentado do terreno, as autoridades cabo-verdianas estão a "estudar" a utilização de helicópteros para dispersar por via aérea os insecticidas na ilha de Santo Antão.

No entanto, segundo fonte da Direcção Geral de Agricultura, os custos avultados desta opção, que passaria pelo aluguer dos aparelhos nas Canárias ou em Portugal, aconselham uma "ponderação cuidada" e o estudo das vantagens e custos inerentes a uma decisão nesse sentido.

Entretanto, nas outras ilhas afectadas pela praga, o Ministério da Agricultura tem anunciado algum sucesso no combate aos gafanhotos depois da introdução, no terreno, dos meios aéreos marroquinos, como é caso da Boavista e Maio.

Estes aparelhos chegaram a Cabo Verde há cerca de três semanas, mas a sua utilização nas outras ilhas só foi possível graças a um avião Hércules C-130 da Força Aérea Portuguesa, que, a partir do aeroporto internacional do Sal, transportou as pequenas aeronaves para as ilhas afectadas.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem