As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Comunidade residente em Moçambique pede ajuda contra extrema pobreza
- 20-Nov-2004 - 14:26


A comunidade cabo-verdiana residente em Moçambique pediu hoje ajuda para combater as condições de "extrema pobreza" em que diz viver, durante um encontro em Maputo com o primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves.


Os cabo-verdianos residentes em Moçambique, essencialmente ex- deportados pelo antigo regime colonial português e descendentes, queixaram-se de que a maioria dos seus compatriotas vive na penúria, agravada pela "velhice e pelo facto de ser iletrada", num encontro com José Maria Neves, que termina hoje uma visita de quatro dias ao país.

A presidente da Associação dos Cabo-verdianos em Moçambique, Luísa Macedo, afirmou que a quase totalidade dos cidadãos de Cabo Verde em Moçambique reside nos bairros mais degradados e à margem dos serviços sociais básicos.

Segundo a dirigente, a maioria dos membros da comunidade não possui sequer documentos de identidade passados pelo país de origem, o que tem como consequência a perda dos direitos de cidadania em Cabo Verde, sem ter direito à nacionalidade moçambicana, devido às leis rígidas deste país.

"Temos muito orgulho de ser cabo-verdianos, mas perdemos os nossos direitos de cidadania de Cabo Verde e não podemos aceder à nacionalidade moçambicana, porque para efeitos da legislação moçambicana somos cabo-verdianos e aqui não é aceite a dupla nacionalidade", sublinhou Luísa Macedo.

Luísa Macedo sublinhou ainda que o insucesso escolar entre os jovens da comunidade é acentuado e "poucos são os que conseguem concluir o 12º ano e ingressar no Ensino Superior".

Durante o encontro, o primeiro-ministro de Cabo Verde prometeu que o seu governo irá alargar o número de famílias beneficiárias da Pensão Social Mínima e o valor deste apoio, que tem sido distribuído por alguns cabo-verdianos em Moçambique desde 2002.

José Maria Neves garantiu ainda financiamento para a construção de 12 casas para cidadãos cabo-verdianos em situação de pobreza em Moçambique no próximo ano e alternativas para o ingresso de estudantes no ensino superior.

"O governo de Cabo Verde tem de ser de todos os cabo- verdianos, dos que vivem nas ilhas atlânticas e dos que estão espalhados pelo mundo", sublinhou José Maria Neves.

No âmbito da sua visita oficial a Moçambique, o primeiro- ministro de Cabo Verde manteve conversações com o Presidente moçambicano, Joaquim Chissano, com quem fez um balanço positivo da cooperação entre os dois países e identificou outras possibilidades de trabalho, e visitou diversos empreendimentos económicos.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem