As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Maior partido da oposição elege nova liderança no domingo
- 25-Nov-2004 - 14:57


O Movimento para a Democracia (MpD), o maior partido da oposição em Cabo Verde, vai eleger nova liderança no próximo domingo, último dos três dias da sua VII Convenção que arranca na sexta-feira.


Por Ricardo Bordalo
da Agência Lusa

Na linha de partida para dirigir o MpD encontram-se três candidatos: Agostinho Lopes, que procura a reeleição, Jorge Santos, ex- presidente da câmara da Ribeira Grande (Santo Antão), e Ulisses Correia e Silva, até agora vice-presidente da direcção que cessa funções.

Cabo Verde assiste a uma quase total bipolarização entre o actual partido do poder, Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), que tem 40 dos 72 deputados da Assembleia Nacional, e o MpD, que ocupa 30 cadeiras, restando apenas dois lugares para duas pequenas formações políticas.

Perante este cenário, a VII Convenção dos "ventoinhas", como é popularmente designado o MpD no arquipélago, assume especial significado tendo em conta que o vencedor do pleito vai disputar as legislativas de início de 2006, com "democráticas" possibilidades de ser primeiro-ministro de Cabo Verde.

Há mais de dois meses que os três candidatos à liderança do MpD calcorreiam o país em busca de apoios para a votação no próximo domingo, sendo que, de acordo com os últimos dados avançados pelo jornal Expresso das Ilhas, muito próximo deste partido, Agostinho Lopes e Jorge Santos surgem com maior apoio das bases, tendo o primeiro eleito 77 delegados e o segundo 72.

Ulisses Correia e Silva, que o Expresso das Ilhas diz ter apenas eleito 23 delegados nas várias circunscrições políticas do MpD, desdramatiza e lembra que os delegados à convenção, depois desta começar, "não são de ninguém" e vão "decidir livremente e em função daquilo que forem as propostas apresentadas pelos candidatos".

Apesar da disputa pela liderança ser claramente o epicentro da convenção, de acordo com opiniões recolhidas junto de militantes do MpD pela Lusa, servirá para aquilo que "verdadeiramente interessa", que é "apontar os erros do governo do PAICV e descortinar propostas".

O MpD foi governo em Cabo Verde durante toda a década de 90 do século XX, assumindo o poder após a abertura democrática no país, em 1991, ao vencer as primeiras eleições multipartidárias. Em 2000, o MpD perdeu as eleições para o PAICV.

Agostinho Lopes assumiu a liderança do MpD logo a seguir, mas as críticas a alguma "inércia" no combate ao governo de José Maria Neves, apontadas pela oposição interna, e com mais veemência por Ulisses Correia e Silva, deixaram marcas no partido que, agora, emergem na dureza com que esta eleição está a ser disputada.

Jorge Santos é um destacado militante do MpD, que saiu da câmara da Ribeira Grande para lutar pela liderança do partido, contando para isso com o apoio de peso de Carlos Veiga, ex-primeiro ministro e candidato derrotado nas presidenciais de 2000.

Ulisses Correia e Silva, enquanto vice-presidente de Agostinho Lopes, foi das vozes mais sonoras na oposição, tendo sido particularmente incisivo na campanha para as eleições autárquicas de Março último, onde foi derrotado na capital do país pelo candidato do PAICV, Felisberto Vieira.

Todavia, uma promessa comum aos três competidores é que a oposição ao PAICV vai sofrer uma profunda metamorfose, com mais acutilância e empenho na resolução dos problemas de Cabo Verde.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem