As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
João Higino é o novo presidente dos TACV
- 9-Jan-2003 - 17:54

O ex-embaixador de Cabo Verde em Lisboa João Higino do Rosário Silva é o novo presidente do conselho de administração da transportadora aérea do país, TACV, substituindo no cargo João Ramos.

João Higino, que foi rendido como embaixador na capital portuguesa por Onésimo Silveira em Setembro de 2002, prometeu hoje, durante a posse como presidente dos Transportes Aéreos de Cabo Verde - Cabo Verde Airlines (TACV), fazer todos os esforços para retirar a empresa da situação financeira difícil em que se encontra.

"Deus nos ajude com este peso", exclamou o novo presidente, frisando que sem a mobilização de todos os funcionários não será possível responder aos desafios que se colocam à empresa.

Parco em palavras sob o argumento de que ainda não conhece a companhia, João Higino disse que sabe que a situação financeira dos TACV é difícil, mas que isso representa um desafio que espera vencer.

Ao reportar-se à frota, o novo presidente do conselho de administração dos TACV disse que em princípio não haverá redimensionamento, porque entende que não é uma política adequada para uma empresa que se prepara a privatização.

"É minha opinião que uma empresa que vai ser privatizada não deve envolver-se em mais negócios de aumento da frota. É esta a percepção que tenho antes de entrar na empresa, mas pode ser que depois venha a sentir que há necessidade e conveniência em redimensionar a frota", afirmou.

O ministro do Estado, Infra-estruturas e Transportes, que deu posse ao novo conselho de administração dos TACV, disse que a transportadora é a maior empresa cabo-verdiana e desempenha um papel estratégico para o país.

Manuel Inocêncio Sousa realçou que a companhia assume um papel importante na aproximação às comunidades cabo- verdianas no exterior e no desenvolvimento do turismo e na consolidação da estratégia de transformação do país numa plataforma para a aviação civil internacional.

"Mas pretendemos ir mais longe, crescer muito, mas é preciso dar um salto qualitativo", defendeu o governante, frisando que para isso é necessário apostar numa "gestão com elevada competência e profissionalismo".

Manuel Inocência Sousa recordou que o Governo deu recentemente início ao processo de privatização dos TACV, para a alienação de 41 por cento do capital social numa primeira fase, que espera ver concluído num horizonte de dois anos.

"Estamos à procura de um parceiro estratégico para transformar os TACV numa grande companhia", afirmou.

O novo conselho de administração é constituído por João Higino, como presidente, e pelos administradores executivos João Pereira (área operacional) e Armindo Sousa (área financeira).

João Pereira era director de manutenção da companhia, enquanto Armindo Sousa regressa à empresa depois de ter saído em Agosto de 2001, quando desempenhava já há uma década as funções de director financeiro.

O novo conselho de administração deverá manter-se em funções até à posse de um novo elenco em resultado da privatização.

João Higino do Rosário Silva é natural da ilha de São Nicolau onde nasceu em 1939. Licenciado em Finanças e em Direito, foi embaixador de Cabo Verde em Portugal entre 1999 e 2002.

Antes de assumir funções diplomáticas, foi secretário de Estado adjunto e ministro do Turismo, Indústria, Comércio entre 1992-1993 e 1995-1997, respectivamente, tendo também desempenhado a actividade de economista e consultor em várias instituições nacionais e internacionais.

O elenco presidido por João Ramos, engenheiro civil de profissão e candidato derrotado à presidência da Câmara Municipal da Praia nas autárquicas de Fevereiro de 2000, manteve-se no cargo quase dois anos.

Actualmente, os TACV dispõem de um Boeing 757 (185 passageiros), que foi adquirido em 1996, um Boeing 737-300 (126 lugares), adquirido em Abril de 2002, três ATR-42-300 (46 lugares) e um Twin-Otter (19 lugares).

É com esta frota que a companhia opera as rotas internacionais, regionais e domésticas (entre oito das nove ilhas habitadas do arquipélago).

Os principais destinos europeus são Lisboa, Paris, Amesterdão, Bérgamo, Bolonha, Munique, Viena, Zurique e Madrid.

A companhia voa ainda para diversos destinos na zona ocidental de África, Brasil (Fortaleza) e EUA (Nova Iorque).

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem