As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Ordem Advogados solidária com Procurador da Cidade da Praia
- 13-Dec-2004 - 16:58


A Ordem dos Advogados (OA) de Cabo Verde solidarizou-se hoje com o Procurador da República alvo de atentado a tiro na semana passada, desafiando os "servidores da Justiça" a prosseguir o combate ao crime "sem medo".


Em comunicado, a OA cabo-verdiana, cujo bastonário é o ex- primeiro ministro Carlos Veiga, manifestou ainda especial solidariedade para com Arlindo Figueiredo.

O Procurador da República da Cidade da Praia foi atingido com três tiros na passada quinta-feira, quando chegava a casa com a mulher e dois filhos.

No atentado, ficou ainda ferido o filho mais velho de Arlindo Figueiredo e a sua mulher, esta de forma ligeira, tendo o magistrado sido hoje transferido para Portugal onde já se encontra a ser acompanhado num hospital da capital portuguesa.

Os advogados cabo-verdianos, por intermédio da sua organização, reclamam uma "punição exemplar" para o ou os autores dos disparos e eventuais mandantes, de forma a dar um sinal claro de inconformidade na "missão insubstituível" dos magistrados no combate à criminalidade.

A ordem sublinha ainda que existe uma clara falta de segurança para os magistrados e todos os servidores da Justiça, no seguimento do mesmo recado deixado pelo Procurador-Geral da República, Franklim Furtado, logo após o atentado de que foi alvo o Procurador da República da comarca da Praia.

Este episódio, considerado quase unanimemente em Cabo Verde como um "passo importante" na escalada do crime no arquipélago, pode, segundo o Procurador-Geral da República (PGR), estar ligado à criminalidade organizada.

Franklim Furtado admitiu mesmo que os disparos de que foi alvo Arlindo Figueiredo podem estar relacionados com os "processos sensíveis" em que o magistrado estava a trabalhar, nomeadamente alguns ligados ao narcotráfico.

O Ministério da Justiça cabo-verdiano já tornou pública a sua posição sobre este caso, garantindo que não vai haver descanso para o combate ao crime e no processo de investigação do atentado.

Até ao início da tarde de hoje, segundo fonte policial contactada pela Agência Lusa, não havia quaisquer detenções relacionadas com o atentado.

Nos últimos dois meses têm-se repetido as detenções e apreensões de cocaína em aeroportos do país, sendo a mais importante a que ocorreu em São Vicente, onde, há cerca de três meses, foram detidas dez pessoas e mais de 200 quilos de droga.

Também há cerca de três meses foram apreendidas espingardas automáticas kalashnikov e munições, tendo sido detidas duas pessoas, que, a partir da capital do Senegal, Dacar, tentavam introduzir o armamento em Cabo Verde.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem