As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Presidente da República preocupado com criminalidade organizada
- 14-Dec-2004 - 14:20


O Presidente da República de Cabo Verde exprimiu hoje a sua preocupação pela tentativa de assassínio do procurador da República da Praia na semana passada e considerou "fundamental para o país" tomar medidas preventivas imediatas.


Em declarações à agência Lusa, Pedro Pires frisou que "a criminalidade organizada não pode ser combatida de forma isolada", devendo Cabo Verde procurar envolver outros países no combate a este tipo de criminalidade.

O procurador da República da comarca da Praia, capital de Cabo Verde, Arlindo Figueiredo, foi alvo de um atentado a tiro na passada quinta-feira, quando chegava a casa com a mulher e os dois filhos.

Figueiredo foi atingido com três tiros. A mulher e um dos seus dois filhos foram igualmente feridos.

Após o atentado, o Procurador-Geral da República (PGR) de Cabo Verde, Franklim Furtado, admitiu que este tenha como razão, a montante, os "processos sensíveis" em que Arlindo Figueiredo está envolvido, nomeadamente os "ligados ao narcotráfico".

Observando que "é perigoso entrar em suposições", Pedro Pires considerou "fundamental" travar este tipo de criminalidade, porque pode estar em causa o desenvolvimento do país.

"É imperioso aplicar medidas preventivas para travar este tipo de crime porque o desenvolvimento de Cabo Verde não é possível se não estiver assente em três pilares fundamentais: a paz, a segurança e a estabilidade", disse, insistindo em que este "tripé fundamental pode estar em causa".

Pedro Pires assinalou, neste passo, ter já reflectido sobre a possibilidade de este tipo de situações, "embora não esta - a tentativa de assassinato do procurador - em concreto", ocorrer em Cabo Verde e garantiu ter alertado para a necessidade de se "estar atento"

A tentativa de assassínio do procurador Arlindo Figueiredo deixou a sociedade cabo-verdiana em sobressalto e motivou manifestações de repúdio generalizadas.

Este episódio ocorreu alguns dias depois de um conhecido empresário cabo-verdiano ter sido assassinado em condições ainda envolvidas em mistério. A imprensa cabo-verdiana aludiu a vários "indícios" de ligação entre os dois casos.

Nos últimos meses centenas de quilos de cocaína foram apreendidos e dezenas de pessoas detidas em Cabo Verde e no aeroporto da Portela, em Lisboa.

No mesmo período, na capital do Senegal, duas pessoas foram impedidas de transportar espingardas automáticas Kalashnikov para o arquipélago.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem