As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Embaixada em Lisboa quer criar rádio para apoiar comunidade
- 13-Jan-2003 - 17:55

O embaixador de Cabo Verde em Lisboa, Onésimo Silveira, propôs ao governo português a criação de uma rádio comunitária destinada a promover o diálogo no seio da comunidade cabo- verdiana residente em Portugal e a debater os seus problemas.

"Estamos a sugerir aos poderes locais e ao governo central medidas que irão certamente dar o seu fruto a médio prazo e, além da rádio comunitária, queremos também promover uma assistência jurídica aos cabo-verdianos dos bairros degradados, que os leve a melhor acautelarem os seus direitos", afirmou à Agência Lusa o diplomata cabo- verdiano.

Onésimo Silveira falava durante uma visita às instalações da Agência Lusa, a convite do presidente do Conselho de Administração, Manuel Pedroso Marques, que disse ser um seu amigo "de longa data".

Em Portugal como embaixador há quase cinco meses, Onésimo Silveira, sublinhou que o Governo português tem, "em muitas matérias", legislado "com alguma generosidade", mas as pessoas "muitas vezes auto- excluem-se porque não conhecem as leis".

Desde que assumiu as funções de embaixador de Cabo Verde em Portugal, Onésimo Silveira tem visitado os bairros degradados, não só do distrito de Lisboa, mas também dos de Loures e Setúbal, onde reside a maioria dos mais de 100 mil cabo-verdianos registados em Portugal.

Questionado sobre o que mais lhe desagradou nessas visitas, Onésimo Silveira manifestou "tristeza".

"Não estou desagradado, mas sim triste. Há uma certa tristeza, que me invade quando vejo muita gente excluída. Contudo, contrariamente àquilo que apregoou a comunicação social, os cabo- verdianos são pessoas honestas, que têm contribuído para criar riqueza em Portugal e isso enche-nos de orgulho", respondeu.

Nesse sentido, acrescentou, a embaixada, desde que é por si dirigida, seleccionou como prioridade a questão da dignificação dos cabo-verdianos que residem nas zonas degradadas das grandes cidades.

"Há um problema geracional, que atinge os cabo-verdianos e, ao atingi-los, atinge também a imagem de Cabo Verde. A embaixada tem trabalhado no sentido de promover a imagem do país", sublinhou o diplomata.

"Trabalhamos para que Cabo Verde possa voltar a ter a imagem que tinha no passado e é por essa razão que estamos a trabalhar conjuntamente com os poderes locais e com o governo central, na medida do possível, porque um embaixador tem as suas limitações", concluiu.

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem