As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
UCCLA quer diversificar financiamentos junto da UE e Banco Mundial
- 21-Jan-2005 - 20:31


A União das Cidades Capitais Luso-Afro-Américo-Asiáticas (UCCLA) está num processo interno de profissionalização com o objectivo de captar novas fontes de financiamento, nomeadamente junto da União Europeia e Banco Mundial.


A garantia foi hoje dada à Agência Lusa, na capital de Cabo Verde, pelo secretário-geral da união, Francisco Lopo de Carvalho, que se encontra em visita de trabalho ao país.

A diversificação das fontes de financiamento - até agora são as cidades que integram a organização lusófona as únicas financiadoras de projectos, com destaque para a câmara de Lisboa -, foi já debatida nos encontros que Lopo de Carvalho manteve com o primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, e o presidente da câmara da Cidade da Praia, Felisberto Vieira.

Para Lopo de Carvalho, a nova postura da organização prende-se com a necessidade de dar uma melhor resposta às expectativas das populações no que respeita ao acesso à água e saneamento.

Sublinhando que a UCCLA é uma entidade lusófona e não portuguesa, este dirigente não deixou, no entanto, de realçar os "importantes investimentos" que estão em curso na Cidade da Praia, admitindo mesmo que tem mesmo "um carinho especial por Cabo Verde", ao mesmo tempo que elogiou a dinâmica das autoridades locais na apresentação de projectos.

Um dos mais simbólicos é a renovação total da Av. Cidade de Lisboa, na Cidade da Praia, com mais de dois quilómetros (o dobro da Av. da Liberdade, em Lisboa), que é financiada na íntegra pela Câmara de Lisboa num total de cerca de dois milhões de euros.

No entanto, lembrou ainda Lopo de Carvalho, a mudança de estratégia da UCCLA deve-se a uma nova abordagem ao âmbito da acção da organização, nomeadamente ao facto de ser "fundamental procurar apoio financeiro não reembolsável".

E é neste cenário que entram a União Europeia e o Banco Mundial, ou ainda o Banco Europeu de Investimento, como financiadores de projectos no quadro da futura estrutura profissionalizada da UCCLA.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem