As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Companhia de Cabo Verde em digressão por 17 países de África
- 1-Feb-2005 - 18:25


A companhia de dança Raiz di Polon, de Cabo Verde, inicia a 4 de Fevereiro uma digressão de dois meses que a levará a 17 países africanos, para apresentar um espectáculo co- produzido com o Festival Danças na Cidade, de Lisboa.


O espectáculo "Duas sem Três", que agora iniciará uma longa digressão por África, foi estreado em Junho de 2002 naquele festival da cidade de Lisboa, e desde então já passou por palcos de uma dezena de países, nomeadamente da Holanda, EUA, Brasil, Inglaterra, Bélgica, Dinamarca e Alemanha.

Partindo de um texto do escritor e músico Mário Lúcio Sousa, é coreografado por duas bailarinas do Raíz di Polon, Elisabete Fernandes e Rosy Timas, em colaboração com a coreógrafa portuguesa Margarida Mestre, que orienta o trabalho em torno da relação corpo- voz.

Elisabete e Rosy em "Duas sem Três" são a "Musa do campo" e a "Musa da cidade". São duas meninas que se transformam em belas mulheres, e a quem as vicissitudes da vida roubam os sonhos e a beleza, e as transformam na "Muda do campo" e na "Muda da cidade".

Buscando referências na realidade cabo-verdiana, e no papel da mulher na cultura nacional, as duas bailarinas recriam o imaginário feminino, utilizando o canto, a palavra e o corpo para falar da vida dura de todos os dias.

Em Novembro de 2003, "Duas sem Três", com música original de Mário Lúcio, já tinha sido galardoada com o Prémio Especial do Júri nos terceiros Encontros Coreográficos da África e do Oceano Índico, realizados em Antananarivo, Madagáscar.

A partir de 4 de Fevereiro, e durante dois meses, esta produção estará em digressão por 17 países africanos, entre eles Moçambique, Ruanda, Etiópia, Zâmbia, Malawi, África do Sul, Uganda, Quénia, Burundi, Etiópia e Namíbia.

Raiz di Polón foi fundada em 1991 em Cabo Verde, e três anos depois teve contacto com a dança contemporânea europeia através dos portugueses Clara Andermatt e Paulo Ribeiro.

Em 1997 a companhia criou a sua primeira peça de dança contemporânea, "Até ao Fim", a que se seguiu "Pêtu", mediante encomenda do festival "Danças na Cidade 99" (Lisboa, Portugal).

Seguiram-se "CV Matrix 25" e "Konquista". Em 2002, a convite do festival "Danças na Cidade", realizaram "Duas sem Três". Em Setembro de 2003 estrearam "Ruínas" na nona edição do Mindelact - Festival Internacional de Teatro do Mindelo.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem