As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
FMI saúda economia do país e concede mais 1,9 milhões de dólares
- 2-Feb-2005 - 15:08


O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou terça-feira a concessão de mais 1,9 milhões de dólares (1,45 milhões de euros) a Cabo Verde ao abrigo do Programa de Redução de Pobreza e Crescimento Económico.


O programa, no valor total de 13,1 milhões de dólares (10 milhões de euros) foi aprovado em 2002 e Cabo Verde já recebeu 11,2 milhões (8,56 milhões de euros).

Estes programas são concedidos a países pobres, com uma taxa de juro de 0,5 por cento paga durante 10 anos, após um período de cinco anos e meio em que não há pagamento do capital emprestado.

A decisão de conceder mais uma fatia do programa foi tomada depois da Comissão Executiva do FMI se ter reunido para analisar a situação económica em Cabo Verde, concluindo que o país continua a "demonstrar uma forte performance económica apoiada pela aderência das autoridades a políticas macroeconómicas prudentes e pelo seu compromisso com reformas estruturais".

A FMI disse que apesar de um abrandamento em 2004, o crescimento deverá aumentar de novo este ano.

Em 2004 a performance fiscal "foi melhor do que esperado, as balanças externas melhoradas, a acumulação de reservas internacionais foi mais alta do que tinha sido programado e a inflação permaneceu baixa".

A Comissão Executiva do FMI saudou a politica económica do governo para este ano como "apropriadamente centrada em manter a estabilidade macro-económica".

No entanto, sublinhou a necessidade das autoridades cabo-verdianas "manterem a contenção de despesas salariais no período que antecede as eleições em Janeiro de 2006" e continuarem a "melhorar a angariação de rendimentos através de um maior fortalecimento da administração fiscal e contenção das isenções fiscais".

O comunicado do FMI exortou ainda as autoridades cabo-verdianas a "fazerem todos os esforços para regularizar as relações financeiras do governo com a companhia de Água e Electricidade, Electra, de modo a reduzir os riscos fiscais".

O FMI disse que Cabo Verde deve também implementar "rapidamente" um mecanismo automático para o estabelecimento de tarifas de electricidade e água e "assegurar que o mecanismo de ajustamento dos preços a retalho de combustíveis é aplicado sistematicamente".

Para reduzir o impacto destas medidas, o governo deve considerar a aplicação de "redes de segurança social adequadas," aconselha o comunicado do FMI.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem