As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Governo cria empresa pública de fomento da habitação social
- 26-Feb-2005 - 17:44


O primeiro-ministro de Cabo Verde anunciou hoje que o governo vai criar uma empresa de capitais públicos vocacionada para a construção e comercialização de habitações sociais que deverá começar a funcionar em finais de Março.


De acordo com José Maria Neves, alguns municípios vão ser convidados a integrar a estrutura accionista da empresa que deverá preencher uma lacuna importante no mercado imobiliário cabo-verdiano, uma vez que não existem ofertas nesse sector para famílias de baixo e médio rendimento.

José Maria Neves fez o anúncio na sequência de uma visita efectuada ao longo da semana a vários bairros da cidade da Praia, onde falou com os moradores e actualizou os seus contactos com os problemas existentes, a esse nível, na capital cabo-verdiana.

Segundo o primeiro-ministro, o sector da habitação irá enfrentar, nos próximos tempos, novas exigências, uma vez que o forte desenvolvimento do turismo e da indústria que se prevê para algumas ilhas terá como consequência, um acentuado deslocamento de grandes massas de trabalhadores.

Para José Maria Neves, o objectivo da empresa a criar é dar uma resposta de qualidade à demanda que se perspectiva, principalmente nas ilhas de Santiago, S. Vicente, Sal, Boa Vista e Maio, onde serão feitos, em 2005, grandes investimentos na indústria e no turismo.

São justamente os municípios dessas ilhas, adiantou o chefe do executivo, que vão ser convidados a fazer parte da estrutura accionista da empresa que, além de cumprir a sua missão social, terá de ser gerida de maneira a poder sustentar-se a si própria num contexto de mercado concorrencial.

Em resumo, a empresa terá, segundo José Maria Neves, a mesma missão que teve, no passado, o Instituto de Fomento da Habitação (IFH), que entretanto foi transformado em sociedade anónima e passou a estar vocacionado para o lucro sob a designação de IFH - Imobiliária, Fundiária e Habitat.

A escolha da data para o início de funcionamento da nova empresa não surge por acaso, uma vez que para Março está também previsto o arranque do programa "Operação Esperança", destinado à reabilitação de casas degradadas e construção de fogos para as famílias mais carenciadas do arquipélago.

"É pela criação de ofertas acessíveis no mercado imobiliário e pela solidariedade que conseguiremos resolver o problema da habitação em Cabo Verde", perspectivou o primeiro- ministro, referindo-se à necessidade de criação da empresa e ao programa em questão.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem