As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Militares reafirmam subordinação a governo, diz o ministro da Defesa
- 7-Apr-2005 - 15:02


As chefias militares guineenses voltaram hoje a manifestar a sua subordinação ao governo, disse o ministro da Defesa da Guiné-Bissau, no final de um encontro entre a cúpula das Forças Armadas e o primeiro-ministro.


Daniel Gomes, também porta-voz do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC, no poder), disse aos jornalistas que a reunião tratou apenas de "questões da segurança geral do país".

Apesar da insistência dos jornalistas, Daniel Gomes não quis referir-se directamente ao assunto "Nino" Vieira, limitando-se a sublinhar que as chefias militares voltaram a manifestar a sua total "coordenação e subordinação" ao governo, que é, afirmou, "o gestor dos assuntos correntes do Estado".

Questionado pela Lusa se se confirma a vinda do ex-presidente João Bernardo "Nino" Vieira, o ministro da Defesa guineense respondeu que também ouviu falar "dessa possibilidade" nos órgãos de comunicação social.

Daniel Gomes também não comentou uma questão dos jornalistas sobre se, na reunião, os militares manifestaram qualquer hostilidade ao regresso de "Nino" Vieira.

Em relação à posição assumida por Carlos Gomes Júnior que, numa entrevista à Lusa, afirmou que o governo não poderá garantir a segurança de "Nino" Vieira no país, o ministro da Defesa optou por não comentar, embora como "cidadão guineense" afirme não ver mal nenhum no regresso de "Nino" Vieira ao país.

Por seu lado, as chefias militares guineenses escusaram-se a prestar declarações à saída da reunião de emergência com o primeiro- ministro da Guiné-Bissau, Carlos Gomes Júnior.

Após cerca de três horas de reunião no gabinete de Carlos Gomes Júnior, nem o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA), general Tagmé Na Waie, nem os chefes dos três ramos (Armada, Exército e Força Aérea) prestaram declarações aos jornalistas.

A Lusa tentou falar com os conselheiros ou com um dos chefes militares, mas ninguém aceitou falar sobre a reunião com o primeiro- ministro.

Nas ruas da capital guineense, a situação permanece calma, embora seja visível um dispositivo militar e policial fora do normal em alguns pontos de Bissau, onde muitas pessoas estão a regressar as suas casas, com receio de incidentes.

Por outro lado, a delegação da Lusa em Bissau tem recebido inúmeros telefonemas de personalidades políticas, de empresários e de responsáveis de organizações internacionais a dar conta das preocupações quanto à situação, questionando os jornalistas, nalguns casos, se há motivos para encerrar os respectivos escritórios.

Até às 12:30 locais (13:30 em Lisboa), desconhece-se ainda a hora ou o local de chegada de "Nino" Vieira à Guiné-Bissau, onde vem recensear-se para as eleições presidenciais de 19 de Junho próximo e depositar no Supremo Tribunal de Justiça (STJ) a sua candidatura à votação.

O processo de recenseamento eleitoral termina sábado e uma das condições para um candidato se apresentar à corrida presidencial é estar inscrito nos cadernos eleitorais.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem