As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Governo demite presidente da Agência de Promoção de Investimentos
- 18-Apr-2005 - 19:28


O presidente da Agência de Promoção de Investimentos - Cabo Verde Investimentos(CI), Paulo Monteiro Júnior, foi demitido pelo governo de Cabo Verde, por alegado "incumprimento dos objectivos".


A demissão de Paulo Monteiro Júnior era esperada nos últimos dias, tendo o ministro da Economia, Crescimento e Competitividade justificado hoje a decisão dizendo que as metas traçadas "não estavam a ser cumpridas".

Em declarações à Agência Lusa, João Pereira Silva recordou que, quando deu posse aos órgãos da CI, traçou como objectivo a "conclusão de todos os processos pendentes" relacionados com investimentos e que tivessem "impacto directo sobre o crescimento e o emprego".

Na opinião do ministro, o balanço dos primeiros três meses de desempenho da CI mostra que as directivas "não estavam a ser seguidas" e que, ao ritmo actual, "não era possível cumprir as metas, por não haver uma dinâmica que indicasse que o viessem a ser".

Nesta conformidade foi apresentado o pedido de rescisão do contrato com o actual Conselho de Administração liderado por Paulo Monteiro Júnior.

A solicitação, segundo João Pereira Silva, foi apresentada ao primeiro-ministro, que aceitou.

Entretanto, o principal partido da oposição em Cabo Verde, o Movimento para a Democracia (MpD), criticou hoje a demissão do presidente da CI, considerando-a fruto de uma "autêntica desorientação estratégica" do governo.

Em conferência imprensa, Filomena Delgado, vice- presidente daquele partido, chamou a atenção para a "instabilidade institucional que caracteriza o desempenho governativo", à qual atribuiu a "quebra significativa" que, na sua opinião, o sector económico regista.

A mesma dirigente adiantou que esta situação atingiu particularmente a CI e, anteriormente, a instituição que substituíra, o Centro de Promoção Turística, do Investimento e das Exportações (PROMEX), colocado, considerou, em "estado de liquidação".

Por isso, disse ainda, a promoção da imagem de Cabo Verde "deixou de merecer atenção" e a participação do país em feiras internacionais foi "congelada", razão por que se perderam "importantes oportunidades" para a indústria exportadora.

"A Agência de Promoção de Investimentos, criada recentemente para substituir o PROMEX, não escapou à sina da instabilidade", referiu a vice-presidente do MpD, para quem "não se justifica" a demissão do seu presidente "poucos meses depois".


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem