As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Ligações marítimas entre as ilhas mais rápidas a partir de Maio
- 27-Apr-2005 - 16:06


Duas embarcações do tipo "catamaran", adquiridas recentemente pela Moura Company para ligações marítimas rápidas entre as ilhas de Cabo Verde, vão entrar em funcionamento nos finais de Maio, disse hoje fonte da empresa.


O processo de licenciamento das embarcações "está a correr bem", prevendo-se que a companhia anuncie em meados de Maio a data exacta de início das carreiras e as tarifas a praticar.

A fonte adiantou que a empresa "deverá adoptar o tarifário oficial aprovado", segundo o qual um bilhete de ida e volta entre a capital de Cabo Verde (Cidade da Praia) e o Mindelo (São Vicente), o mais longo existente em Cabo Verde, custa à volta dos 8.500 escudos (cerca de 75 euros).

Nesse percurso, a viagem nos "catamarans" deverá durar quatro horas, três vezes menos do que nas embarcações que actualmente asseguram as ligações entre as nove ilhas habitadas do arquipélago.

De avião, a duração da viagem é de 45 minutos.

Os dois "catamarans" com capacidade para 200 e 313 passageiros e construídos, respectivamente, em 1997 e 2000, operam a uma velocidade máxima de 35 nós e estão preparados para enfrentar ondas de até seis metros de altura, em condições de segurança, situação que nunca se regista em Cabo Verde.

A Moura Company, empresa que detém actualmente a maior parte dos transportes terrestres de passageiros, vai operar em todas as linhas, mesmo nas deficitárias.

As duas embarcações, compradas na Venezuela, são as primeiras de um grupo de quatro que formarão a frota que a Moura Company pretende formar para operar entre as ilhas de Cabo Verde em condições de "segurança, conforto e rapidez", segundo a mesma fonte empresarial.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem