Anuncie no Noticias Lusofonas e promova a sua empresa em todo o mundo de lingua portuguesa
           As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Entrevista
Lisboa pede «critérios razoáveis» para os portugueses no Canadá
- 30-Mar-2006 - 20:14


O ministro dos Negócios Estrangeiros por tuguês, Freitas do Amaral, exortou hoje o governo canadiano a adoptar "critérios razoáveis" na aplicação da lei da imigração aos portugueses que estão a receber ordem de expulsão do Canadá.


"O que nós queremos é que na aplicação da lei aos emigrantes ilegais portugueses haja critérios razoáveis que tenham em conta em primeiro lugar situaçõ es humanitárias", disse Freitas do Amaral a poucas horas de se reunir com os ministros dos Negócios Estrangeiros e da Imigração canadianos, em Otava.

"Em segundo lugar princípios gerais de direito e em terceiro lugar as n ecessidades da economia de Toronto em matéria de construção Civil, que ficariam profundamente afectadas, com grave prejuízo para a economia do Canadá, se de repente os trabalhadores portugueses desse sector começassem todos a ser mandados embora", acrescentou.

O chefe da diplomacia portuguesa afirmou que não se deslocou ao Canadá para "pedir para revogarem a Lei da Imigração nem pedir para não aplicarem a Lei de Imigração aos portugueses e aplicarem apenas aos outros imigrantes ilegais".

Freitas do Amaral, que vai estar no Canada até 01 de Abril, numa visita destinada a debater o repatriamento dos portugueses ilegais, recusou hoje participar numa conferência de imprensa no final da reunião com o seu homólogo canadiano, Peter Mackay, em protesto por ter sido vedada a entrada aos jornalistas portugueses no Ministério, em Otava.

"Não vai haver conferência de imprensa depois da minha entrevista com o s ministros dos Negócios Estrangeiros e da Imigração do Canadá porque eles decidiram não aceitar a presença da imprensa portuguesa e eu, nessas condições, disse também que não aceitava a presença da imprensa canadiana, uma vez que não aceito discriminações", afirmou Freitas do Amaral.

Freitas do Amaral, que chegou quarta-feira à noite ao Canadá, vai pedir ao governo de Otava que dê mais tempo aos portugueses para abandonarem o país.

O ministro é acompanhado na viagem pela directora regional das comunidades dos Açores, Alzira Silva.

No Canadá residem cerca de meio milhão de portugueses, a grande maioria dos quais na área de Toronto, onde as autoridades estimam que existam 15 mil indocumentados.

Famílias portuguesas em situação ilegal no Canadá começaram a receber este mês ordens de repatriamento, tendo alguns dos repatriados chegado a Portugal nos últimos dias.

Os serviços de fronteiras do Canadá já informaram que até 7 de Abril mais 70 famílias portuguesas de Toronto vão ser repatriadas.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Construção de Sites Algarve por NOVAimagem