Anuncie no Noticias Lusofonas
           As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Cultura
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  CPLP
Angola aposta forte
no domínio regional

- 27-Mar-2007 - 19:42


Novos caças de combate para a Força Aérea, a par da modernização do Exército, põem em sentido os países da região

Estabilizada a situação interna, Angola prepara-se (graças sobretudo ao petróleo) para tomar de assalto o lugar de potência regional. Para isso aposta forte, embora ainda numa fase embrionária, na modernização das suas Forças Armadas, sobretudo na Força Aérea que em breve será dotada com novos aviões Mig. Segundo especialistas ouvidos pelo Notícias Lusófonas, essa modernização não é com certeza para vigiar as águas territoriais, controlar as fronteira ou desincentivar qualquer nova ambição bélica por parte da UNITA.


Depois de, ali mesmo ao lado, ter levado ao colo mas pela força das armas Joseph e Laurent Kabila ao poder na República Democrática do Congo, Luanda avisou novamente os actuais inquilinos (bem como Jean-Pierre Bemba) que devem ter juízo e manterem-se quietos porque qualquer tentativa de “morder a mão” ao dono poderá levar a que os seus militares dêem um saltinho ao outro lado da fronteira.

Cada vez mais forte do ponto de vista militar, seja do ponto de vista humano ou de equipamentos, Angola põe fora de combate todos os regimes que entenda poderem fazer-lhe sombra na região. Mesmo que eleitos democraticamente (tanto quanto isso se aplica em África), todos os governos regionais devem fidelidade a Luanda.

Aliás, é o próprio Chefe do Estado Maior General das FAA, general Francisco Pereira Furtado, quem realça a modernização da técnica e a formação permanente dos pilotos e técnicos da Força Aérea Nacional (FAN) como tarefa prioritária no âmbito das FAA.

Esta avaliação foi feita pelo Chefe do Estado Maior General das FAA (CEMGFAA), General de Exército Francisco Pereira Furtado, durante o acto central do 31º aniversário da Força Aérea Nacional, realizado hoje na Escola Militar de Formação Aeronáutica do Lobito, província de Benguela.

Apesar da Força Aérea Angolana ter cumprido com o seu papel na conquista da paz interna, o general Francisco Pereira Furtado defende o recrutamento de novos quadros, por forma a permitir que se transmitam as tradições militares de bravura e heroísmo do povo angolano.

"Hoje temos uma Força Aérea pronta e capaz de cumprir com as grandes missões que lhes são reservadas, no quadro das missões genéricas das FAA. Temos uma Força Aérea que pauta pelo aperfeiçoamento e formação permanente dos seus homens na manutenção da técnica, domínio das tecnologias e pela elevação da disciplina militar", esclarece o general

Para exemplificar o que disse, o general Pereira Furtado realçou os êxitos alcançados pela Força Aérea Nacional em participações de nível internacional, nomeadamente no Exercício Militar Felino (realiza-se todos os anos), no âmbito da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e no MEDFLAG que contou com a participação de forças norte-americanas.

Realçou igualmente a presença deste ramo no Exercício Blue Ruvuma, realizado na Tanzânia em 2006, no âmbito da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) e da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Criação de Sites e SEO Algarve por NOVAimagem