Anuncie no Noticias Lusofonas e promova a sua empresa em todo o mundo de lingua portuguesa
           As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Entrevista
Banif pode comprar maioria do Banco Cabo-verdiano de Negócios
- 12-Apr-2007 - 14:30


O Banif deverá tornar-se em 2009 accionista maioritário do Banco Cabo-verdiano de Negócios (BCN), quando for executado o novo plano de negócios do antigo Banco Totta e terceira maior instituição bancária do arquipélago, revelou o presidente do BCN.


Manuel Chantre adiantou que foi concretizado no mês passado o aumento de capital através do qual o Banif passou a deter 46 por cento do capital do banco cabo-verdiano, o que implicou um investimento próximo de 3,4 milhões de euros.

A distribuição das participações, adiantou o empresário cabo-verdiano, vai manter-se até ao terceiro ano após a assinatura do acordo (final de 2006), podendo depois o Banif exercer uma opção de compra de até 51 por cento do BCN.

O banco é actualmente o terceiro maior de Cabo Verde, em capital social, dispondo de sete agências, e "o que está a crescer mais depressa", adiantou Chantre.

A "Aliança Atlântica" com o Banif, da vizinha ilha da Madeira, como refere Chantre, passará agora pela apresentação de uma nova estratégia e plano de negócios para crescimento da actividade nos próximos anos.

O plano, a apresentar publicamente na próxima semana, passará pelo alargamento da cobertura da rede de agências a todas as ilhas cabo-verdianas e à diáspora cabo-verdiana, através da rede do Banif em países como a França ou os Estados Unidos.

A participação do Banif no BCN foi adquirida no início do ano à SEPI - Sociedade de Estudos e Promoção de Investimentos.

Após o aumento de capital, a SEPI passou a deter 48,3 por cento do BCN e a Cruz Vermelha de Cabo Verde 5,7 por cento.

Além de Cabo Verde, o Banif actua no Brasil, na banca comercial e de investimentos.

Em entrevista recente à agência Lusa, Horário Roque, presidente do Banif, revelou estar também atento a oportunidades de entrar no mercado angolano, justificando que o banco "tem de estar onde for necessário para melhor servir os clientes".


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Construção de Sites Algarve por NOVAimagem