As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 director: Norberto Hossi
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Cultura
 » Desporto
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cultura
Amigos, amigos, língua à parte
- 16-Nov-2007 - 14:25


Para muitos foi um escândalo. Tê-lo-á sido? Eu explico. O senhor George W. Bush, presidente – ainda!! – dos EUA vetou uma proposta do Congresso, apresentada pelos democratas porque entre outros itens havia um que previa a criação de um museu-prisão (ou vice-versa), de uma escola de “bem navegar a todo o oceano” num catamaran e… a aprendizagem do português como segunda língua, nas escolas públicas.


O veto, segundo o ainda presidente, deveu-se ao facto destas propostas serem pouco exequíveis e pouco interessantes e serem também “projectos esbanjadores”.

Abespinharam-se os defensores, naturalmente, do português como língua falada por mais de 200 milhões de pessoas, nomeadamente nos órgãos de comunicação social portugueses (do Brasil ou dos outros países lusófonos nada ainda me apercebi) porque o português é só a 5ª língua mais falada do Mundo.

Por acaso os chineses que já a tornaram – ou estão em vias disso – obrigatória nas escolas públicas, consideram que o português dentro de poucos anos – talvez dentro de 15 a 25 anos – será uma das 3 mais faladas do Mundo.

Então é assim, senhor Bush, que se trata os amigos? Aqueles que estão sempre dispostos a abrirem-se para que tudo o que V. Exa. e seu séquito pedem – leia-se, exigem, – seja satisfeito. Onde está o “meu amigo José” dos Açores?

Mas… pensando bem…

Se um Ministro português propõe que os Mestrados e Doutoramentos na União Europeia sejam todos dados e ministrados em inglês em qualquer que seja o país…

Se há quem chame à língua e cultura portuguesa, não lusofonia mas brasilofonia e o senhor Bush não é propriamente reconhecido pela sua grande inteligência e cultura…

Se, escreve o Professor universitário Carlos de Abreu Amorim, no matutino português Correio da Manhã, de hoje, num artigo sob o interessante título “Servil aculturação”que, e passo a citar, o “professor Jorge Miranda revelou que as reuniões do conselho científico da Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa decorrem em língua inglesa”…

Se os portugueses andam há anos a protelar a assinatura da harmonização e quase uniformização da língua portuguesa entre todos os países lusófonos, não sendo líquido que o “Acordo Ortográfico” já ratificado por 3 países, e com os restantes a caminho mas com Portugal reticente em o ratificar salvo se houver uma procrastinação de cerca de 10 anos…

Como nos podemos importunar com a atitude do senhor Bush mesmo que hajam países, que não Portugal, defendam a implementação do “Português” como língua oficial e de trabalho em todos os órgãos institucionais internacionais, como nos diferentes serviços e departamentos da ONU?

Ou porque nos haveremos de nos abespinhar com a atitude do senhor Bush se, por exemplo na Guiné-Bissau a língua portuguesa tem sido cada vez mais “desprezada” por quem a deveria sustentar e implementar, os organismos oficiais portugueses – nem mesmo junto dos seus imigrantes, como reconhece o ACIME –, ao contrário do governo francês que dá formação de língua francesa e cursos técnicos intensivos aos imigrantes que por lá demandam e tem um forte projecto para disseminar o francês na região.

16-Nov-2007
elcalmeida@gmail.com
http://elcalmeida.net



Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Criação e Alojamento de Sites Algarve por NOVAimagem