Anuncie no Noticias Lusofonas
           As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Cultura
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  CPLP

Se o ridículo matasse a CPLP estaria morta

- 19-Feb-2008 - 14:44

Aquela coisa inventada nos areópagos, bem comidos e bebidos, da política lusófona dos hotéis de luxo e que dá pelo nome de Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), vai enviar em breve (em breve, note-se) uma missão a Timor-Leste para ajudar na "rápida resolução" da crise que o país atravessa, anunciou hoje o presidente do Comité de Concertação Permanente da organização.

Por Orlando Castro

"Saiu um consenso sobre a necessidade do envio de uma missão da CPLP com a maior urgência possível", disse o embaixador Apolinário Mendes de Carvalho aos jornalistas em Lisboa, no final de uma reunião extraordinária do Comité de Concertação Permanente da CPLP. Vá lá. Mais de uma semana depois da crise já existe – é obra! – consenso sobre a necessidade. Não está mal.

De acordo com o diplomata da Guiné-Bissau, a missão da CPLP irá a Timor-Leste com dois objectivos: prestar solidariedade e ajudar na resolução da crise. Para isso era melhor não ir. Os timorenses têm a barriga cheia de solidariedade, embora vazia de alimentos.

"A missão vai encetar diálogo entre o governo e as autoridades timorenses para a rápida resolução da crise", sublinhou o diplomata da CPLP. Será que ninguém diz a esta organização que é ridículo a quem não tem poder, a quem não tem peso, a quem não tem força, a quem não tem razão, a quem não tem legitimidade prática pôr-se em bicos de pés para dizer que faz o que não faz?

Questionado sobre quando a missão irá a Timor-Leste, Apolinário Mendes de Carvalho disse que falta "alinhavar" alguns pormenores, mas adiantou que pode ser "na próxima semana". Sim. Na próxima ou na outra a seguir. É preciso escolher o melhor hotel de Díli e isso leva o seu tempo…

Para o presidente do Comité de Concertação Permanente da CPLP, a estabilidade em Timor-Leste requer "o diálogo franco e construtivo entre os principais actores políticos" timorenses. Quem diria? E foi preciso reunir para chegar a essa conclusão? E foi preciso mais de uma semana para descobrir que o primeiro mês do ano é Janeiro?

Se o ridículo matasse, e é pena que não mate mesmo, a CPLP há muito que tinha desaparecido.

altohama@clix.pt
19.02.2008
http://altohama.blogspot.com
http://www.orlandopressroom.com


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Criação de Sites e SEO Algarve por NOVAimagem