Anuncie no Noticias Lusofonas e promova a sua empresa em todo o mundo de lingua portuguesa
           As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Entrevista
Kumba Ialá pede aos apoiantes para cantarem vitória
- 28-Jun-2009 - 18:28


"A minha candidatura já ganhou", disse o ex-presidente guineense Kumba Ialá, que votou no interior do país e garante que a sua eleição nas presidenciais antecipadas significará a "mudança da Guiné-Bissau".


O ex-presidente guineense Kumba Ialá pediu aos seus apoiantes para celebrarem a sua vitória nas eleições presidenciais antecipadas que hoje decorrem na Guiné-Bissau por considerar que "já ganhou" a corrida.

"Sempre dissemos que não temos adversário nestas eleições, apenas estamos a confirmar o que sempre dissemos. A minha candidatura já ganhou. Apelo aos meus militantes que, desde já, comecem a cantar a minha vitória", declarou Kumba Ialá, na cidade de Gabu, 200 quilómetros a leste de Bissau.

Kumba Ialá é o único candidato, entre os três principais favoritos à vitória, que votou no interior do país. Ialá votou na cidade de Gabú por ser eleitor inscrito naquela área da Guiné-Bissau junto à fronteira com o Senegal e a Guiné-Conacri.

Em Julho de 2008, Kumba Ialá (animista) converteu-se ao islamismo em Gabu, passando a chamar-se Mohamed Kumba Ialá.

Entrevistado após votar pela rádio Galáxia de Pindjiguti, Ialá disse hoje que a sua eleição significará a "mudança da Guiné-Bissau" protagonizada "por uma nova geração de políticos".

Onze candidatos estão na corrida que, no entanto, deve ser decidida entre o candidato do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) e os ex-Presidentes Kumba Ialá, apoiado pelo Partido de Renovação Social (PRS), e Henrique Rosa, que concorre como independente.

As eleições foram marcadas na sequência do assassinato de Nino Vieira, em Março último mas a sua realização esteve em causa quando, no dia 05 de Junho, véspera do início da campanha eleitoral, foi assassinado o candidato independente Baciro Dabó e o ex-ministro Hélder Proença, ambos do PAIGC e acusados de tentativa de golpe de Estado contra o governo do mesmo partido.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Construção de Sites Algarve por NOVAimagem