As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 director: Norberto Hossi
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Cultura
 » Desporto
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cultura
Revista Sete Palcos é dedicada à representação em Cabo Verde
- 31-Mar-2010 - 21:48


O sexto número da revista Sete Palcos é dedicado ao teatro de Cabo Verde, "reflectindo o salto que o teatro deu neste país desde 1995 até hoje", disse à agência Lusa o seu director, António Augusto Barros.


"Em 1995 havia dois ou três grupos, hoje existem 30, dois deles semiprofissionais, e um trabalho cada vez mais interessante", sublinhou o responsável pela publicação.

A revista foi hoje apresentada na Casa da Morna, em Lisboa, e contou com a presença do embaixador de Cabo Verde, Arnaldo Andrade Ramos, que afirmou que a Sete Palcos "é uma homenagem ao bom trabalho de um punhado de gente que o está a fazer".

O diplomata disse na apresentação que "a história do teatro cabo-verdiano está por se fazer", mas "há já um trabalho meritório que foi feito".

Esta não é a primeira vez que a Sete Palcos é dedicada em exclusivo a um tema: anteriormente mereceram números específicos os teatros brasileiro e galego.

"Achámos que esta era a altura certa, dado o salto que o teatro deu em Cabo Verde, onde se salientam dois grupos: Juventude em Marcha, com 25 anos, e o do Centro Cultural Português, orientado por João Branco", disse António Augusto Barros.

O director referiu que o Centro Cultural Português, através do grupo Mindelact, "tem sido uma importante plataforma de dinamização do teatro, quer em português quer em crioulo".

"O João Branco, um homem com tradições ligadas ao teatro, tem crioulizado os grandes clássicos, como Shakespeare", enfatizou.

Referindo-se à revista, António Augusto Barros sublinhou duas questões: a sistematização que apresenta dos espaços cénicos no arquipélago, no âmbito de um projecto mais vasto que inclui todos os países africanos de língua portuguesa, e dar a conhecer todos os grupos "e as dinâmicas próprias" do teatro cabo-verdiano.

Num artigo de José António Bandeirinha, são referenciados todos os espaços com as suas características técnicas, lotação, meios técnicos, etc..

Na cerimónia de apresentação, o director da revista aproveitou para apelar a que "não seja demolido o Éden Teatro [no Mindelo, ilha de São Vicente], como fazem crer alguns rumores".

O Cine-Teatro Éden Park é um edifício da década de 1920, remodelado na de 1960, com capacidade para 406 lugares, localizado no centro do Mindelo.

A revista integra um total de 10 artigos, entre eles "Nomes da dramaturgia de Cabo-Verde" e "Desafios do desenvolvimento do teatro em Cabo Verde", assinado pelo ministro da Cultura, Manuel Veiga.

No texto o governante cabo-verdiano reconhece que o teatro é uma das áreas "onde são inúmeras as reclamações, todas elas justas, embora a capacidade de resposta esteja aquém da expectativa do mundo artístico".

O ministro enuncia porém, um conjunto de medidas já tomadas, como o estudo da economia da cultura, a atualização do Código do Direitos de Autor ou ainda o previsto Instituto Nacional da Propriedade Intelectual.

Veiga deposita ainda esperanças na acção da Agência de Promoção Cultural, assim que esta entrar em funcionamento.

Referindo-se no artigo ao Éden-Park, Manuel Veiga escreve que a situação "ultrapassa a capacidade imediata de solução por parte do Ministério da Cultura", mas realça que há disponibilidade para encontrar "uma solução partilhada" e anuncia a classificação do edifício como património nacional.

Na cerimónia de apresentação o embaixador Andrade Ramos fez notar que não era a música nem a gastronomia o motivo do encontro, mas "antes o teatro, seguramente menos conhecido, mas em que há pessoas a fazer um trabalho meritório".

O diplomata afirmou ainda que sonha todos os dias com a criação de uma escola de artes no seu país.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Criação e Alojamento de Sites Algarve por NOVAimagem