As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 director: Norberto Hossi
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Cultura
 » Desporto
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cultura
Alguns pontos e muitos nós
atingem a têxtil portuguesa

- 27-Jul-2003 - 19:32


Durão Barroso acredita que esta indústria têm futuro. A Riopele é um bom exemplo


O governo português quer apostar no futuro da indústria têxtil na Beira Interior, mas recusa uma situação de manutenção artificial de postos de trabalho, afirmou hoje o primeiro-ministro. Durão Barroso, que falava na Câmara Municipal da Covilhã (foto), após ter inaugurado a auto-estrada da Beira Interior, reconheceu que há países mais desenvolvidos que Portugal a manter alguma indústria têxtil, tal como há quem acredite nas potencialidades do sector têxtil português que, aliás, têm alguns bons exemplos por esse mundo fora.

Mas não deixou de chamar a atenção para várias opções seguidas por esses países, como o não fomentar a conflitualidade social desnecessária, porque a luta actual é de competição entre nações a uma escala global para atrair investimento.

Em Portugal há trabalhadores empenhados e com espírito de empresa e empresários com uma visão notável, pelo que Durão Barroso acredita que "é possível vencer esta situação actual".



Made in Portugal conquista novos mundos


O grupo têxtil português Riopele vai investir três milhões de euros na abertura este ano de três lojas da marca feminina Chocolate, iniciando o projecto de expansão da empresa no Brasil.

Uma das lojas será aberta até ao final de Outubro, na rua Oscar Freire, na zona Sul da cidade de São Paulo, tradicional ponto da moda paulistana. Trata-se de um projecto arrojado com uma área de 1,6 mil metros quadrados, assinado pelo arquitecto brasileiro Isay Weinfeld.

"Esta loja principal vai dar a conhecer em definitivo a marca Chocolate e consolidar-nos no mercado", afirmou o director administrativo e financeiro do grupo no Brasil, José de Sá Cabral Moreira.

As duas outras lojas serão instaladas nos centros comerciais Iguatemi e Morumbi, na zona Sul da cidade de São Paulo.

Nesta região, o grupo Riopele já controla duas lojas da marca feminina Chocolate, localizadas nos centros comerciais de Higienópolis e Eldorado.

Com sede no Rio de Janeiro, o grupo português controla actualmente 11 lojas nos principais centros comerciais do Brasil das marcas Chocolate, Mark Store e LAB.

Direccionada para um público jovem - masculino e feminino - a recém criada marca LAB tem sido alvo de uma grande estratégia de marketing com a participação de celebridades do mundo artístico e cultural.

"A LAB já se tornou uma referência no Brasil pela qualidade das roupas voltadas para o público jovem e que se destaca por um marketing criativo e ousado", salientou José de Sá Cabral Moreira.

Após o processo de expansão, o grupo pretende internacionalizar a marca Chocolate, há mais de 25 anos no mercado brasileiro, com o desenvolvimento de produtos no estúdio da Riopele em Barcelona, sob a responsabilidade do estilista Niki Bosch.

"Queremos desenvolver novos produtos, mas a marca Chocolate jamais perderá o toque brasileiro. Posteriormente, vamos aproveitar as oportunidades de negócios para a marca nos Estados Unidos e Europa", afirmou José de Sá Cabral Moreira.

Há dois anos no Brasil, a Riopele é um dos maiores grupos empresariais do sector têxtil em Portugal, com 75 anos de existência.

Foto: António José/LUSA


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Criação e Alojamento de Sites Algarve por NOVAimagem