Anuncie no Noticias Lusofonas
           As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Cultura
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  CPLP
«Cooperação no interior da CPLP não funciona»
- 17-Sep-2003 - 18:09

O ministro das Pescas moçambicano, Cadmiel Mutemba, afirmou hoje, em Baiona, Espanha, que a cooperação no interior da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) no domínio das pescas está estagnada.


"Há acordos, mas são só intenções no papel, não há avanços, nada funciona no interior da CPLP", sublinhou.

Cadmiel Mutemba referiu que "o mesmo se passa relativamente aos acordos existentes com Portugal", onde "está tudo parado".

"É uma situação que nos deixa preocupados", afirmou o mesmo responsável.

O ministro moçambicano falava à agência Lusa à margem da sessão de encerramento da Conferência Internacional de Ministros das Pescas, que se iniciou terça-feira e terminou hoje em Baiona, com a presença de delegações de 25 países pesqueiros.

Cadmiel Mutemba referiu que "quanto a Espanha, existe um bom relacionamento, materializado nas várias sociedades mistas que operam em Moçambique em diferentes vertentes do sector pesqueiro".

Referiu que essas sociedades trabalham nos subsectores das capturas de pescado, da transformação, da investigação pesqueira, inspecção de pescado e ainda na formação de formadores para várias áreas profissionais da fileira da pesca.

O governo de Maputo tem celebrado acordos bilaterais no domínio das pescas com vários outros países da região, nomeadamente com a Namíbia, África do Sul e com as Ilhas Maurícias, disse Cadmiel Mutemba.

Estes acordos abrangem sobretudo a investigação científica marítima, a cooperação institucional especializada em pescas, cooperação comercial e acordos de cedência mútua de direitos de pesca.

Cadmiel Mutemba regressa quarta-feira a Moçambique, depois de visitar hoje a Exposição Mundial de Pescas (World Fishing Exhibition), que reúne em Vigo, de cinco em cinco anos, empresas de pesca e fabricantes de todo o tipo de equipamentos para o sector.

Ao contrário do seu homólogo angolano, que antes de regressar a Luanda passa por Lisboa para efectuar alguns contactos institucionais, o ministro moçambicano regressa directamente a Maputo.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Criação de Sites e SEO Algarve por NOVAimagem