Anuncie no Noticias Lusofonas
           As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Cultura
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  CPLP
152 observadores estrangeiros credenciados para as autárquicas
- 17-Nov-2003 - 18:29

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) de Moçambique credenciou 152 observadores estrangeiros para as segundas eleições autárquicas do próximo dia 19, disse à Agência Lusa fonte daquele órgão eleitoral.


Segundo o chefe do gabinete de imprensa da CNE, Lucas José, os observadores autorizados a acompanhar o escrutínio de quarta-feira são da Commonwealth, da União Europeia, do Centro Carter, dos Estados Unidos e da Associação dos Parlamentares Europeus para África (AWEPA).

Foram ainda credenciados observadores do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Rússia e Namíbia.

Lucas José disse que a CNE decidirá terça-feira, último dia de inscrição de observadores eleitorais, sobre o pedido da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), para participar igualmente no acompanhamento das eleições autárquicas.

O Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE) garantiu, por outro lado, que o material eleitoral já se encontra nos 33 municípios onde se irão realizar as eleições.

Dezasseis formações políticas e oito listas de cidadãos concorrem a estas segundas eleições autárquicas da história de Moçambique.

No primeiro escrutínio, em 1998, a FRELIMO, partido no poder, ganhou nas 33 autarquias do país, beneficiando do boicote quase em bloco da oposição, que justificou a ausência com alegações de manobras fraudulentas.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Criação de Sites e SEO Algarve por NOVAimagem