As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 director: Norberto Hossi
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Cultura
 » Desporto
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cultura
Sete novas instituições de ensino superior a partir de 2005
- 19-Oct-2004 - 14:04


Sete novas instituições de ensino superior público vão começar a funcionar a partir do ano académico de 2005 em Moçambique, no quadro da implementação dum Plano Estratégico elaborado para a expansão deste nível, revelou fonte oficial em Maputo.


Trata-se da Academia Militar de Nampula, Escola Superior de Ciências Náuticas e Marinha e dos Institutos Superiores de Administração Pública, Contabilidade e Auditoria, e dos Institutos Politécnicos de Gaza, Manica e Tete.

Fonte do Ministério do Ensino Superior, Ciência e Tecnologia (MESCT) disse que os Institutos Politécnicos de Gaza e Manica estarão vocacionados à formação nas áreas de Agricultura, Florestas e Zootecnia, enquanto que o de Tete se ocupará da formação de técnicos superiores nas especialidades de Geologia Mineira, Minas e Processamento Mineral.

A Escola Náutica de Moçambique, criada como escola média vocacional em 1985, foi habilitada em 1991 a administrar cursos superiores, o que foi inviabilizado devido a atrasos registados na apresentação dos respectivos estatutos.

O MESCT está a levar a cabo um processo de selecção e formação de docentes para leccionar nos Institutos Politécnicos de Gaza, Manica e Tete.

Por outro lado, a Universidade Eduardo Mondlane (UEM), a maior e mais antiga do país, anunciou que vai introduzir no próximo ano o curso de licenciatura no ensino das línguas Bantu, para o qual poderão concorrer apenas candidatos que falem fluentemente os referidos idiomas.

Segundo dados divulgados pela UEM, o curso de licenciatura no ensino de línguas Bantu vai oferecer um total de 42 vagas, das quais duas para cada dialecto, a serem distribuídas pelos idiomas Kiswahili, Kimwani, Ciyao, Cimakonde, Emakuwa, Elomwe, Ekoti, Echuwabo, Cinyanja, Cinsenga, Cinyungwe, Cisena, Cishona, Ciutee, Cindau, Cibalke, Citswa, Xitsonga, Xirhonga, Cicope e Gitonga.

Ao abrigo do programa de reforma curricular consagrado no Plano Estratégico do Ensino Superior, a UEM introduziu novos cursos de licenciatura nas áreas de Jornalismo, Contabilidade e Finanças, Estatística e Matemática.

Para o ano académico 2005, a UEM vai oferecer 2.051 vagas para um total de 36 cursos a serem leccionados nos períodos diurno e nocturno, contra 1.113 existentes este ano nos dois turnos.

Fonte: Panapress


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Criação e Alojamento de Sites Algarve por NOVAimagem